Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



The Great Dictators – Liars

Terça-feira, 27.05.14

Editado no passado dia vinte e quatro de fevereiro, Liars é o disco de estreia dos The Great Dictators, um coletivo dinamarquês natural de Copenhaga, formado por Dragut Lugalzagosi, Rans Martin, Jakob Lundorff, Kasper Husted, Kristoffer Albris, Mikkel Balle e Peter Tveskov. Liars sucede a When I Waltz, HorrorscopesSomeday, Nothing Will Happen, três EPs que o grupo lançou em 2012 e que anteciparam o lançamento deste longa duração.

Sustentados pela habitual melancolia que só os grupos escandinavos sabem transmitir e donos de um som épico e eloquente, mas que exige dedicação, os The Great Dictators estream-se nos álbuns com um trabalho que tem as suas raízes no norte da Europa, um ponto do globo artisticamente muito criativo. Assentam a sua sonoridade numa mistura de indie pop e indie rock com  o punk e o post rock e sem descurar também alguns detalhes da eletrónica, em canções que muitas vezes crescem em emoção, arrojo e amplitude sonora, sempre de forma progressiva, algo que o sintetizador e os efeitos de temas como Sleep ou Model In Freezerwrap claramente comprovam.

Walk Through The Walls, o tema de abertura de Liars e que encanta pelos belíssimos arranjos onde se incluem xilofone e um bandolim que aparece novamente em Many Ways To Burn, coloca de imediato a nú a zona de conforto sonora estabelecida e pregada pelos The Great Dictators e que reside num universo algo sombrio e fortemente entalhado numa forte teia emocional amargurada, na qual se enredaram, lirica e sonoramente, tendo nomes como os The National e os Interpol como um farol do processo de criação. Com estas referências como pano de fundo é com naturalidade que se confere em Liars boas letras e belíssimos arranjos, assentes num baixo vibrante adornado por uma guitarra jovial e pulsante e com alguns efeitos e detalhes típicos do rock alternativo e do punk dos anos oitenta. 

Com o registo vocal de Dragut Lugalzagosi a soar a uma aproximação perfeita ao universo indie encorporado no registo grave de Matt Berninger, Liars carimba uma certa ideia de maturidade de um coletivo que parece caminhar confortavelmente por cenários que descrevem dores pessoais e escombros sociais, com uma toada simultaneamente épica e aberta, fazendo-o demonstrarando a capacidade eclética de compôr, em simultâneo, temas com um elevado teor introspetivo (Coming Back In Style) e verdadeiros hinos de estádio (Wine). 

Em Liars temos instantes em que os instrumentos clamam pela simplicidade e prezam pelo minimalismo da combinação entre eles, como é audível em Dive ou na já referida Model In Freezerwrap e outros em que a teia sonora se diversifica e se expande, de forma mais rica e trabalhada, como na já citada Wine ou em World Of Dogs. De uma forma ou de outra, o processo de composição melódica produra sempre dar vida a um conjunto volumoso de versos sofridos e sons acinzentados, como se fosse a banda sonora de um desmoronamento pessoal que nos arrasta sem dó nem piedade para o tal ambiente sombrio e nostálgico da banda.

Se para os mais distraídos Liars soar ao que de mais depressivo e angustiante ouviram nos últimos tempos, uma audição atenta e dedicada, onde se inclua a análise da lírica, desfaz tal ideário e mostra que as dez cançõess deste disco são uma espécie de exercício de redenção, onde o sofrimento é olhado como uma inevitabilidade, mas de uma outra perspetiva, mais madura, assertiva e positiva.

Liars é uma rodela que exige tempo, que se revela a pouco e pouco e que só será devidamente entendida após várias e repetidas mas dedicadas audições. É um álbum muito bem produzido, sem lacunas, com elevada coerência e sequencialidade, mas é sobretudo um exercício de audição individual das canções. Com ele os The Great Dictators firmam a sua posição na classe dos artistas que merecem logo na estreia um crédito imenso. Espero que aprecies a sugestão...

The Great Dictators - Liars

01. Walk Through The Walls
02. Wine
03. Coming Back In Style
04. Bombs In Heaven
05. World Of Dogs
06. Dive
07. Sleep
08. Model In Freezerwrap
09. Many Ways To Burn
10. Great Liars

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 21:25


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.






mais sobre mim

foto do autor


Parceria - Portal FB Headliner

HeadLiner

Man On The Moon - Paivense FM (99.5)

Man On The Moon · Man On The Moon - Programa 423


Disco da semana 117#


Em escuta...


pesquisar

Pesquisar no Blog  

links

as minhas bandas

My Town

eu...

Outros Planetas...

Isto interessa-me...

Rádio

Na Escola

Free MP3 Downloads

Cinema

Editoras

Records Stream


calendário

Maio 2014

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.