Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


The Reds, Pinks And Purples - Pour The Light In

Segunda-feira, 06.12.21

Sedeado em São Francisco, na Califórnia, o projeto The Reds, Pinks And Purples é um nome a ter em conta no cenário indie de cariz mais lo fi e experimental norte-americano, que se prepara para regressar aos discos no próximo ano, o quarto de uma carreira que se iniciou em dois mil e dezanove com o registo Anxiety Art e que vale bem a pena explorar.

dusted — The Reds, Pinks & Purples — Uncommon Weather...

O novo álbum da banda, que é, basicamente, um projeto a solo de Glenn Donaldson, chama-se Summer At Land's End e irá ver a luz do dia a vinte e dois de janeiro com a chancela da insuspeita Slumberland Records. Pour The Light In, o sexto tema do alinhamento de um compêndio que terá onze canções, oferece-nos, além de um registo vocal pleno de sentimento, mas também de mistério, arranjos acústicos luminosos e guitarras ecoantes e com o grau de distorção apropriado para nos fazer contemplar uma canção que carrega consigo claras reminiscências do melhor indie de finais do século passado, criado por um músico claramente consciente dos terrenos sonoros que pisa. Confere...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 10:41

The Divine Comedy – The Best Mistakes

Terça-feira, 30.11.21

A nova etapa criativa dos The Divine Comedy de Neil Hannon, que começou há meia década com o registo Foreverland, está mesmo para ficar, para gaúdio dos fãs. Dois anos depois do excelente Office Politics, um compêndio de dezasseis canções escritas e produzidas pelo próprio Hannon, gravadas na Irlanda e na capital de Inglaterra e que contaram com as participações especiais de Chris Difford, Cathy Davey e Pete Ruotolo, o projeto está de regresso com um novo single intitulado The Best Mistakes, que antecipa um novo trabalho da banda.

BLITZ – The Divine Comedy trazem digressão “best of” a Portugal

Misturado nos míticos Abbey Road Studios, o novo álbum dos The Divine Comedy vai chamar-se Charmed Life - The Best Of The Divine Comedy e, como o próprio nome indica, irá compilar, em vinte e quatro temas, diversos clássicos do grupo, tão conhecidos como National Express, Something For The Weekend, Songs of Love, Our Mutual Friend, A Lady of A Certain Age, To The Rescue e Norman and Norma, além deste inédito The Best Mistakes, uma composição assente num tapete percurssivo carregado de groove, mas acompanhado por um teclado pleno de soul e diversos arranjos inspirados, nomeadamente de cordas. Esta nova canção do grupo mostra-se fiel à filosofia interpretativa sempre inventiva e intemporal dos The Divine Comedy, estando de acordo com o que se exige a um projeto com quase trinta anos de uma bem sucedida carreira, icónica e fundamental no cenário indie britânico. Confere...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 16:26

Bloc Party - Traps

Segunda-feira, 29.11.21

Será a vinte e seis de abril do próximo ano e à boleia do consórcio infectious/BMG que chegará aos escaparates Alpha Games, o sexto e novo trabalho dos britânicos Bloc Party, uma banda londrina liderada pelo carismático vocalista e guitarrista Kele Okereke e referência fundamental do indie rock alternativo do início deste século.

Bloc Party anunciam sexto álbum, “Alpha Games”, e lançam single “Traps”

Alpha Games chega seis anos depois de Hymns, foi produzido pela dupla Nick Launay e Adam Greenspan e Traps é o primeiro single retirado do seu alinhamento, uma explosão de pós punk, como descreve o próprio Okereke, com uma crueza e espontaneidade instrumental e interpretativa que faz recordar os primórdios dos Bloc Party e a herança do carismático disco Silent Alarm. Confere...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 17:03

The Districts – Do It Over

Sexta-feira, 26.11.21

Um dos nomes mais interessantes do catálogo da Fat Possum Records são os The Districts, um coletivo de indie rock lo fi oriundo da Filadélfia, que se estreou em dois mil e dez com um disco intitulado Telephone e que deu um grande salto de popularidade quando assinou pela etiqueta acima mencionada. O quarteto teve como últimos grandes sinais de vida, o excelente registo Popular Manipulations, lançado em dois mil e dezassete e You Know I’m Not Going Anywhere, um álbum editado o ano passado e que, na linha do antecessor, continha um alinhamento abrangente e eclético, abarcando alguns dos detalhes fundamentais da vertente mais disco da pop, mas também da folk e do rock experimental.

The Districts share new track 'Do It Over'

Este You Know I’m Not Going Anywhere já tem sucessor programado, um trabalho intitulado Great American Painting, que irá ver a luz do dia a quatro de fevereiro do próximo ano e do qual divulgámos há algumas semanas, como certamente se recordam, o single de apresentação I Want To Feel It All. Agora chega a vez de conferirmos Do It Over, o segundo tema retirado do alinhamento de Great American Painting, uma composição que se debruça sobre o modo como vamos alterando as nossas perspetivas relativamente a alguns eventos do nosso passado que foram marcantes, à medida que crescemos e modificamos muita da nossa essência.

Sonoramente, Do It Over assenta numa filosofia interpretativa que coloca particular ênfase num registo nostálgico e contemplativo, induzido por teclados melodicamente sagazes, trespassados por uma guitarra com um timbre metálico bastante apelativo e, a espaços, particularmente imponente, uma imagem de marca já distintiva destes The Districts. Confere Do It Over e a tracklist de Great American Painting...

1. Revival Psalm
2. No Blood
3. Do It Over
4. White Devil
5. Long End
6. Outlaw Love
7. Hover
8. I Want To Feel It All
9. On Our Parting My Beloved

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 12:39

Hazel English - Nine Stories

Quinta-feira, 25.11.21

Artista debaixo dos holofotes da crítica mais atenta desde que lançou há já quase meia década o EP Give In / Never Going Home, Hazel English estreou-se finalmente nos discos muito recentemente com Wake Up!, um buliçoso alinhamento de dez composições que nos oferecem uma bagagem nostálgica tremendamente impressiva, já que parece que embarcamos numa máquina do tempo assim que o começamos a escutar, rumo à melhor pop que se fazia há mais ou menos meio século e que ainda hoje influencia fortemente alguns dos melhores nomes da indie contemporânea.

Hazel English: Wake UP! - Review | Vinyl Chapters

Agora, alguns meses depois de Wake Up!, Hazel volta à carga com uma nova canção intitulada Nine Stories, produzida por Day Wave’s Jackson Phillips. É uma composição vibrante e melodicamente sagaz, com o timbre musculado das cordas e diversas variações rítmicas, adornadas por arranjos das mais diversas proveniências, a conferirem a quase três minutos de puro deleite pop, um perfil encantador e luminoso. Confere este novo single de Hazel English e o vídeo da canção, filmado por Marguerite Marcella Mannix e David Vieira e editado pela própria Hazel...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 10:57

Pete Yorn – Elizabeth Taylor

Quarta-feira, 24.11.21

A situação pandémica que o mundo tem vivido nos últimos dois anos tem sido um manancial inspirador para inúmeros artistas, músicos e compositores e Pete Yorn,  um dos nomes mais interessantes do cenário indie norte-americano, que se notabilizou há cerca de dez anos quando gravou o disco Break Up, em parceria com a atriz e cantora Scarlett Johansson. e que nos deslumbrou em dois mil e dezanove com o registo Caretakers, é também um bom exemplo dessa onda.

Pete Yorn - "Elizabeth Taylor": DJ Pick of the Week – Lightning 100

Elizabeth Taylor, o mais recente single divulgado por Pete Yorn, que, já agora, está a comemorar vinte anos que lançou o seu disco de originais, é uma composição criada a partir de uma espécie de alter ego que o artista criou durante o período pandémico em que ficou enclausurado e sentiu necessidade de ter alguém com quem comunicar permanentemente, nem que fosse uma personagem criada por si próprio. O tema é o primeiro avanço divulgado de Hawaii, o próximo álbum de originais de Yorn, uma canção pop reluzente e bastante aditiva, onde o autor demonstra com elevada bitola qualitativa a sua elevadíssima capacidade interpretativa junto das cordas, nomeadamente a viola e a guitarra, os seus instrumentos de eleição. Confere...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 18:58

Kids On A Crime Spree – When Can I See You Again?

Quarta-feira, 17.11.21

Os norte-americanos Kids On A Crime Spree, de Mario Hernandez (antigo membro dos Ciao Bella e dos From Bubblegum To Sky), que se estrearam há uma década com o extraordinário registo We Love You So Bad, estão prestes a regressar aos discos com um trabalho intitulado Fall in Love Not in Line, que irá ver a luz do dia a vinte e dois de janeiro do próximo ano, à boleia da Slumberland Records.

Kids On A Crime Spree - When Can I See You Again (Official Video) - YouTube

When Can I See You Again? é o primeiro single retirado do alinhamento de Fall in Love Not in Line, uma canção com um irrepreensível travo noventista, em que surf punk e garage rock se confundem, sem apelo nem agravo, com astúcia e luminosidade. Confere...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 13:50

Gang Of Youths - tend the garden

Terça-feira, 16.11.21

Os Gang Of Youths são uma banda australiana formada por David Le'aupepe (vozes e guitarra), Max Dunn (baixo), Jung Kim (guitarra, teclados), Donnie Borzestowski (bateria) e Tom Hobden (violinos, teclados e guitarra). Kim é descendente de um casal coreano e norte-americana, Dunn é da Nova Zelândia, Borzestowski é descendente de um casal polaco e australiano, Hobden é de terras de Sua Majestade e o pai de Le'aupepe é natural da Samoa e a mãe uma austríaca com raízes judaícas. Sedeados em Sidney, estrearam-se nos discos em dois mil e quinze com o registo The Positions, que teve, à época, excelente aceitação da crítica.

This Week's Model — Gang of Youths, “Tend the Garden” – Coffee for Two

Em dois mil e vinte e um os Gang Of Youths têm estado particularmente ativos. Lançaram em julho o EP Serene e há algumas semanas atrás revelaram uma canção intitulada The Man Himself. Agora, em pleno outono no hemisfério norte, confirmam ter um novo álbum na forja. Chama-se Angel In Realtime, irá ver a luz do dia em fevereiro e dele já podemos escutar o single tend the garden.

Angel In Realtime encontra a sua grande inspiração no pai de David Le'aupepe, um nativo da Samoa, como já referi, que emigrou para a Austrália, tendo passado antes pela Nova Zelândia. O tema tend the garden debruça-se sobre o ofício desse Samoês, que era jardineiro e que exercia a profissão de modo apaixonado, colocando sempre um misto de energia e de sensibilidade nas suas criações, que ele considerava serem manifestações vivas de uma forma de arte única. Os Gang Of Youths quiseram encontrar a maior similaridade possível entre a canção e este modo de viver do pai de Le'aupepe e conseguiram-no porque é uma composição plena de exuberância e de majestosidade e que nos permite a absorção plena e dedicada de uma assumida quietude algo celestial, onde o retro se confunde com charme, uma simbiose à qual é impossível ficar indiferente, até porque se situa num patamar superior de abrangência. Confere tend the garden e o alinhamento de Angel In Realtime...

01 “you in everything”
02 “in the wake of your leave”
03 “the angel of 8th ave.”
04 “returner”
05 “unison”
06 “tend the garden”
07 “the kingdom is within you”
08 “spirit boy”
09 “brothers”
10 “forbearance”
11 “the man himself”
12 “hand of god”
13 “goal of the century”

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 19:10

Palace - Fade & Gravity

Segunda-feira, 15.11.21

Sedeados em Londres, os Palace consomem a sua criatividade na esfera de um indie alt-rock expansivo e encharcado em emotividade, que encontra fortes reminiscências no catálogo de nomes tão credenciados como os DIIV, Alt-J ou os My Morning Jacket. No centro das criações sonoras do projeto está quase sempre o inconfundível falsete de Leo Wyndham, o vocalista dos Palace, que nos faz recordar facilmente a maravilhosa tonalidade que era imagem de marca do saudoso Jeff Buckley.

PALACE return with new single 'Gravity' - Listen Now | XS Noize | Online  Music Magazine

Depois de no início do passado mês de outubro o projeto ter revelado a canção Lover (Don’t Let Me Down), o primeiro avanço de Shoals, o novo disco da banda, agora chega a vez de conferirmos, em dose dupla, Fade e Gravity. Estas duas composições também irão fazer parte do alinhamento de Shoals, na terceira e quarta posições, respetivamente, um álbum que tem o lançamento agendado para vinte e um de janeiro de dois mil e vinte e dois, através do consórcio Avenue A/Fiction. Shoals sucede aos registos So Long Forever, o trabalho de estreia, lançado em dois mil e dezasseis e Life After, editado há dois anos, em dois mil e dezanove.

Fade é uma canção que aborda a sempre estreita relação entre o corpo e a mente e o modo como a forma como o nosso lado mais físico responde a determinados estímulos exteriores pode influenciar, mais cedo ou mas tarde, a nossa sanidade mental. Já Gravity aborda a ténue fronteira entre o mundo dos sonhos e a vida real e que muitas vezes é o fenómenos físico da gravidade que acaba por nos acordar para o óbvio. As duas canções são belíssimos instantes sonoros, plenos de soul, que, com bravura, serenidade e exaltação, nos remetem, curiosamente, para a melhor herança do trip-hop britânico que nomes como os Zero 7 ou os Archive cimentaram no início deste século. Confere Fade e Gravity e o alinhamento de Shoals...

Never Said It Was Easy
Shame On You
Fade
Gravity
Give Me The Rain
Friends Forever
Killer Whale
Lover (Don’t Let Me Down)
Sleeper
Salt
Shoals
Where Sky Becomes Sea

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 20:55

Luciano Mello & Orchestra Falsa - Vazio

Quinta-feira, 11.11.21

Luciano Mello é um compositor, cantor, pianista e arranjador brasileiro. Tem obras gravadas por Elza Soares, uma das mais importantes cantoras do Brasil na atualidade e também por Marina Lima, entre outros nomes da MPB. Luciano Mello, que atualmente vive em Braga, tem quatro álbuns disponíveis nas plataformas de streaming de música, além de singles, EPs e inúmeras bandas sonoras compostas para teatro, dança e algumas incursões pelo cinema. Conhecido pelas composições, tem também o seu nome marcado pelos espetáculos de lançamento de seus álbuns, verdadeiras performances multimédia em que vídeo, música eletrónica e acústica dialogam, proporcionando ao público uma experiência de imersão ímpar.

Luciano Mello & Orchestra Falsa antecipam disco Vida Portátil com single “ Vazio” – Glam Magazine

Luciano Mello é também o criador do conceito Orchestra Falsa, uma orquestra construída de samples de gravações antigas, que eleva a sonoridade única das suas produções.

Vazio é o primeiro single do mais recente álbum de Luciano Mello, Vida Portátil. A sua inspiração partiu de uma notícia despercebida que o compositor leu num jornal e que contava como um jovem brasileiro foi a Portugal, mais precisamente ao Porto, encontrar o amor da sua vida, amor este que conheceu na internet e que ao chegar, não viu nada, não viu ninguém, encontrou tudo vazio. Ao procurar o amor nas redes sociais, o jovem constatou que tudo tinha sido apagado, não havia rasto de quem o tinha chamado. Luciano sabe que esta não é a primeira vez que uma história assim acontece e que talvez não seja a última, a internet e sua tecnologia permitem que alguém se personifique num desejo não existente e que simplesmente se esfume durante o voo de outro alguém. 

Com arranjos de travo contemporâneo e uma trama instrumental composta por piano acústico, um sintetizador analógico, uma caixa de ritmos em loop e a voz, Mello forja a sua Orchestra Falsa, a orquestra secreta em que ele mesmo toca ou simula todos os instrumentos, para criar este tema Vazio, que já tem direito a um vídeo assinado pelo artista visual Patrick Tedesco que propôs imagens do artista numa posição de desamparo, como alguém que chega a um lugar desconhecido e está prestes a desintegrar-se. Confere...

Instagram https://www.instagram.com/lucianomellomusic

Spotify https://open.spotify.com/artist/1czaUSU8DQjQPD4HVo3eSg

YouTube https://www.youtube.com/lucianomellomusic

Bandcamp https://lucianomello.bandcamp.com/

Tratore - perfil do artista https://tratore.com.br/um_artista.php?id=35792

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 18:09






mais sobre mim

foto do autor


Parceria - Portal FB Headliner

HeadLiner

Man On The Moon - Paivense FM (99.5)

Man On The Moon · Man On The Moon - Programa 454


Disco da semana 135#


Em escuta...


pesquisar

Pesquisar no Blog  

links

as minhas bandas

My Town

eu...

Outros Planetas...

Isto interessa-me...

Rádio

Na Escola

Free MP3 Downloads

Cinema

Editoras

Records Stream


calendário

Dezembro 2021

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.