Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Pixies - Indie Cindy

Sexta-feira, 30.05.14

No dia vinte e nove de abril chegou às lojas Indie Cindy, o novo disco dos Pixies de Black Francis e o primeiro longa duração da banda em vinte e três anos e, na verdade, uma súmula de dois EPs que o grupo editou em 2013 e que fui dando conta no blogue, aqui e aquiFormados em 1986, os Pixies são já, com toda a naturalidade, um dos nomes fundamentais do rock alternativo, um grupo que quando respira provoca imediatamente eco à escala global, apesar de ainda hoje passarem um pouco despercebidos em Boston, no Massachusetts, cidade que os viu nascer há quase trinta anos. Indie Cindy marca um regresso inesperado deste coletivo liderado por Black Francis aos discos, que nem sequer tinha tido direto a uma espécie de antecipação quando em junho levámos com Bagboy, uma canção que faz parte do alinhamento deste novo trabalho dos Pixies e que foi o tal respirar do grupo após um longo hiato de nove anos.

Partilho da opinião daqueles que consideram que este súbito ressurgimento dos Pixies está diretamente relacionado com o abandono da baixista Kim Deal do projeto, já este ano. Concordo que Black Francis, Joey Santiago e David Lovering sentiram necessidade de reagir a esse evento e provarem ao grande público e se calhar também a eles próprios que são capazes de prosseguir sem Kim e continuarem a ser relevantes para o universo musical em que se inserem.

Produzido por Gil Norton, o produtor responsável pelos discos dos Pixies que na fase inicial da carreira do grupo fizeram álbuns absolutamente fundamentais para o indie rock, nomeadamente Doolittle, Bossanova e Trompe Le Monde, Indie Cindy tem doze canções que, desde logo, denotam uma certa heterogeneidade, o que poderá indiciar que os Pixies procuram o melhor rumo para o futuro próximo. Assim, mais importante do que analisar qualitativamente estas canções, penso ser mais justo enquadrá-las em todas estas novas vicissitudes descritas e perceber que este trabalho não merece uma análise comparativa com a discografia anterior do grupo, visto significar, quase de certeza, a materialização de um novo recomeço para os Pixies, caso ainda haja futuro para este coletivo após a edição deste novo trabalho.

Este álbum não deixa de ter alguns destaques e convido à escuta atenta, logo a abrir, da vigorosa toada rock de What Goes Bloom e depois de Andro Queen, uma balada onde a voz de Francis tem toda a primazia, assim como do rock que se escuta nos primeiros acordes de Another Toe In The Ocean, tema onde o baixo também dá o ar da sua graça, tocado por Dingarcher, o substituto provisório de Kim. O ponto alto do disco chega com a homónima Indie Cindy, a canção que mais nos remete para o extraordinário e mágico universo sonoro dos Pixies, liderada pelas guitarras e onde é quase óbvia uma certa sonoridade surf rock, nada virgem neste grupo norte americano.

Indie Cindy pode ser uma materialização de uma evidente crise de meia idade de uma banda que insiste em esbracejar sem saber muito bem que rumo seguir e que duas décadas depois achou que poderia voltar a ser relevante já que, tendo em conta o estatuto que construiu, voltando a compôr não pode nunca aspirar a menos que isso. Há aqui um evidente desespero criativo que apenas acerta esporadicamente e, na generalidade das canções, quase uma paródia cómica do estilo do grupo que, no período aúreo, encantou milhares de fãs. Mas há que perceber que esta coletânea de canções chamada Indie Cindy deve ser, como já referi, analisada tendo em conta as circunstâncias difíceis que os Pixies têm atravessado e, por isso, a rodela deve ser exaltada por encarnar a coragem do grupo para prosseguir apesar de todo o historial recente. E alguns fogachos destas doze canções demonstram que é capaz de haver ainda uma pequena réstea cde esperança para os Pixies e que essa opção por continuar a respirar e a ecoar, se tiver sequência, poderá levá-los a ocupar novamente o trono do indie rock alternativo. Espero que aprecies a sugestão...

Pixies - Indie Cindy

01. What Goes Boom
02. Greens And Blues
03. Indie Cindy
04. Bagboy
05. Magdalena 318
06. Silver Snail
07. Blue Eyed Hexe
08. Ring The Bell
09. Another Toe In The Ocean
10. Andro Queen
11. Snakes
12. Jaime Bravo

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 21:12


1 comentário

De numadeletra a 01.06.2014 às 17:54

E na próxima 6ª Feira dia 06 de Junho lá estarão os Pixies no Optimus Primavera Sound, no Porto.

Comentar post






mais sobre mim

foto do autor


Parceria - Portal FB Headliner

HeadLiner

Man On The Moon - Paivense FM (99.5)

Man On The Moon · Man On The Moon - Programa 423


Disco da semana 117#


Em escuta...


pesquisar

Pesquisar no Blog  

links

as minhas bandas

My Town

eu...

Outros Planetas...

Isto interessa-me...

Rádio

Na Escola

Free MP3 Downloads

Cinema

Editoras

Records Stream


calendário

Maio 2014

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.