Sexta-feira, 6 de Novembro de 2015

Petite Noir – La Vie Est Belle / Life Is Beautiful

Já viu a luz do dia La Vie Est Belle / Life Is Beautiful o excelente disco de estreia do projeto Petite Noir de Yannick Llunga, um compêndio de onze canções gravado em Londres com Oli Bayston (Boxed In) e Leon Brichard (Ibibio Sound Machine), nos estúdios Box Ten e que contém uma deliciosa mistura de pop electrónica, com música contemporânea, num resultado final pleno de cor e cheio de alma africana.

La Vie Est Belle / Life Is Beautiful é um paraíso soul em todos os sentidos, um agregado sonoro universal, porque abarca diferentes géneros e esptros sonoros e claramente dançante mas, ao mesmo tempo, também um registo íntimo e suave. É um trabalho pleno de vozes, arranjos e batidas que assumem o controle das canções, num álbum que se mantém dinâmico e apelativo até ao seu ocaso.

Ouve-se o alinhamento com descontração e somos atravessados por uma intensa homogeneidade sonora, como se o alinhamento fosse um todo constituido pela soma de várias partes que pouco diferem entre si. Da percurssão intensa dos tambores cruzada pelos trompetes em Best, à pop luminosa onde não falta um inspirado sintetizador em Just Breathe, passando pelo funk enleante de Freedom, o meu tema preferido do disco, o piscar de olho relaxante ao R&B em Colour, a pop melancólica de Inside, ou a colagem eletrónica mais experimental de Chess, assim como as manipulações rítmicas de Seventeen (Stay), La Vie Est Belle / Life Is Beautiful é uma verdadeira passerelle de uma diversidade incrivel de traços e tiques, uma mistura de sonoridades do passado com as ilimitadas possibilidades técnicas que o desenvolvimento tecnológico proporciona e disponibiliza a quem procura compor de modo expansivo e luminoso, mas também com uma certa dose de intimismo reflexivo. Na verdade, Llunga encheu a sua nuvem criativa com uma sonoridade eminentemente introspetiva, mas com um recolhimento que nunca deixa de ser alegre, floral e perfumado, tendo conseguido este equilíbrio feliz sem grandes excessos e com um belíssimo acabamento açucarado, duas permissas que justificam coerência e acerto na estratégia musical escolhida pelo autor nesta estreia.

La Vie Est Belle / Life Is Beautiful é um belíssimo disco, com um conteúdo grandioso e um desempenho formidável ao nível instrumental e da voz, um tratado musical leve, cuidado e que encanta, não sendo difícil ficarmos rendidos ao seu conteúdo. Espero que aprecies a sugestão... 

Petite Noir - La Vie Est Belle - Life Is Beautiful

01. Intro Noirwave
02. Best
03. Freedom
04. Seventeen (Stay)
05. Just Breathe
06. La Vie Est Belle / Life Is Beautiful (Feat. Baloji)
07. MDR
08. Colour
09. Down
10. Inside
11. Chess


autor stipe07 às 21:23
link do post | comenta / bad talk | The Best Of... Man On The Moon...

eu...


more about...

Follow me...

. 51 seguidores

Powered by...

stipe07

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Parceria - Portal FB Headliner

Man On The Moon - Paivense FM (99.5)

Man On The Moon · Man On The Moon - Programa 379

Em escuta...

Disco da semana 85#

Junho 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

The Flaming Lips – Flower...

Woods - Strange To Explai...

Psychic Markers – Psychic...

The 1975 – Notes On A Con...

Kumpania Algazarra feat. ...

Everything Everything – A...

Amusement Parks On Fire –...

Matt Berninger – Serpenti...

MOMO - Till the End of Su...

Perfume Genius - Set My H...

The 1975 – Guys

The Magnetic Fields – Qui...

Homem em Catarse - sem pa...

EOB – Earth

Fugly - Space Migrant

The Growlers – Dream Worl...

Happyness – Floatr

The Dears – I Know What Y...

Milky Chance & Jack Johns...

From Atomic - Deliverance

Glass Animals – Dreamland

Vila Martel - Nunca Mais ...

Foreign Fields – The Beau...

The Killers – Fire In Bon...

James Blake – You’re Too ...

X-Files

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

tags

todas as tags

take a look...

I Love...

Os melhores discos de 201...

Astronauts - Civil Engine...

SAPO Blogs

subscrever feeds