Segunda-feira, 19 de Outubro de 2015

Beach House – Thank Your Lucky Stars

Ainda há poucas semanas chegou às lojas, através da Sub Pop, Depression Cherry, o quinto álbum da dupla Beach House, um projeto sedeado em Baltimore, no Maryland, formado pela francesa Victoria Legrand e pelo norte americano Alex Scally e a dupla já tem outro longa duração nos escaparates. Thank Your Lucky Stars é o novo álbum dos Beach House, um disco editado no passado dia dezasseis de outubro e uma coleção de canções com uma filosofia e uma sonoridade diferentes do álbum anterior, mas que voltam a conter, felizmente, aquela toada simples e nebulosa, bastante melódica e etérea, plena de sintetizadores assertivos e ruidosos e guitarras com efeitos recheados de eco, que mantêm intacta a aura melancólica e mágica de um projeto que vive em redor da voz doce de Victoria e da mestria instrumental de Alex e se aproxima cada vez mais de algumas referências óbvias de finais do século passado.

Em mais nove canções os Beach House continuam a sua demanda camaleónica, já que exalam o contínuo processo de transformação que a dupla procura sempre mostrar, com a marca do indie pop muito presente e com uma dose de experimentalismo cada vez maior. Se Majorette contém um traço melódico algo efusivo e mais luminoso do que as propostas de Depression Cherry, o sintetizador onírico que conduz She's So Lovely e que é já uma imagem de marca da sonoridade da dupla, assim como o falsete doce de Victoria que o acompanha, é mais um convincente apelo para que a nossa mente e o nosso espírito se deixem ir à boleia desta proposta estética assente num clima abstrato e meditativo, presente neste tema com um impacto verdadeiramente colossal e marcante.

Esta pop experimental dos Beach House está cada vez mais elaborada e charmosa. A batida hipnótica feita no teclado em All Your Yeahs e a variação que ela sofre sem alterar a melodia, num crescendo de corpo e emoção e o fuzz de guitarra em One Thing, que a aproxima-a escandalosamente de alguns detalhes marcantes do rock mais progressivo, ou a exuberância algo barroca do sintetizador de Common Girl, assim como o andamento sentimentalmente pronunciado e épico de The Traveller, são alguns aspetos marcantes desta continua evolução e que nunca defraudam o ambiente contemplativo fortemente consistente deste álbum e que impregna o adn dos Beach House.

Thank Your Lucky Stars é mais uma impressão concetual forjada com superior veia criativa que nos mostra de modo exímio como a dupla consegue que as texturas e as atmosferas que criam, transitem, muitas vezes, entre a euforia e o sossego, de modo quase sempre impercetível, mas a inquietar constantemente todos os poros do nosso lado mais sentimental e espiritual. Sempre balizados pelos sintetizadores, clarificam esta impressão, também com belíssimas letras, sempre entrelaçadas com deliciosos acordes, num resultado final em que prevalecem quase sempre melodias minuciosamente construídas com diversas camadas de instrumentos, onde não falta uma estranha escuridão interestelar e uma soul que encarna um notório marco de libertação e de experimentação e nos agarra pelos colarinhos sem dó nem piedade e nos suga para um universo pop feito com uma sonoridade tão preciosa, bela, silenciosa e fria, como só estes Beach House nos podem proporcionar. 

Em Thank Your Lucky Stars viajamos bastante acima do solo que pisamos, numa pop com traços de shoegaze e embrulhada numa melancolia épica algo inocente, mas com uma tonalidade muito vincada e que sopra na nossa mente de modo a envolvê-la com uma elevada toada emotiva e delicada, uma receita que faz o nosso espírito facilmente levitar e que provoca um cocktail delicioso de boas sensações, além de atestar a maturidade e a capacidade que esta dupla possui de replicar a sua sonoridade típica e genuína sem colocar em causa um alto nível de excelência. Espero que aprecies a sugestão...

Beach House - Thank Your Lucky Stars

01. Majorette
02. She’s So Lovely
03. All Your Yeahs
04. One Thing
05. Common Girl
06. The Traveller
07. Elegy To The Void
08. Rough Song
09. Somewhere Tonight


autor stipe07 às 19:05
link do post | comenta / bad talk | The Best Of... Man On The Moon...

eu...


more about...

Follow me...

. 51 seguidores

Powered by...

stipe07

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Parceria - Portal FB Headliner

Facebook

Man On The Moon - Paivense FM (99.5)

Em escuta...

Twitter

Twitter

Blogs Portugal

Disco da semana

Janeiro 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
18

19
25

26
27
28
29
30
31


posts recentes

Noiserv - Meio vs Neutro

The 1975 – Me And You Tog...

The Artist Is Irrelevant ...

Bombay Bicycle Club – Eve...

EOB - Santa Teresa vs Bra...

Real Estate – Paper Cup

Grouplove – Deleter

Papercuts – Kathleen Says...

Elephant Stone – Keep The...

The Proper Ornaments – Pu...

Steve Mason – Coup D’état...

Tame Impala – Lost In Yes...

Black Marble – Bigger Tha...

MOMO - I Was Told To Be Q...

Ten Fé – Candidate vs Hea...

Loosense - Saloon

Time For T - Galavanting

Os melhores discos de 201...

Josh Rouse – The Holiday ...

Os melhores discos de 201...

Lucy Dacus – 2019 EP

Andrew Bird – Hark! EP

Oh Wonder – This Christma...

Richard Ashcroft – Have Y...

Greg Dulli – Pantomima

X-Files

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

tags

todas as tags

take a look...

I Love...

Os melhores discos de 201...

Astronauts - Civil Engine...

SAPO Blogs

subscrever feeds