Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Portugal. The Man – Evil Friends

Quarta-feira, 26.06.13

Naturais de Portland, no Oregon, os norte americanos Portugal. The Man lançaram a quatro de junho Evil Friends, aquele que é já o sétimo registo de originais da carreira da banda, tendo o álbum visto a luz do dia por intermédio da Atlantic records. Conhecidos por serem um nome relevante no universo alternativo devido à permanente toada experimental e ausência de linearidade instrumental nos sucessivos lançamentos, esta banda liderada por John Baldwin Gourley prossegue em Evil Friends a sua cruzada de construir uma discografia que seja um catálogo vivo das mais variadas e inusitadas experimentações sonoras.

Os Portugal. The Man têm sido bastante profícuos no processo de criação musical, já que ultimamente têm lançado discos com uma regularidade interessante e pouco comum; Em The Satanic Satanist (2009), brincaram com a psicadelia pop e um ano antes tinham andado às voltas com o art rock em Censored Colors (2008). Em 2010 a eletrónica foi um elmento preponderante em American Ghetto e todos estes trabalhos anteriores a Evil Friends, acabaram por alargar e assentar a rede de influências do grupo que se tornou naturalmente muito querido de um público específico, mas que não conseguiu, ainda, abarcar uma teia mais numerosa de seguidores e admiradores do cardápio sonoro da banda.

Evil Friends talvez tenha sido construído com esse firme propósito e pode muito bem vir a ser o álbum que irá colocar este coletivo definitivamente na primeira divisão do cenário musical índie e alternativo. Neste, como já disse, sétimo disco, o grupo de Portland, optou por um maior conservadorismo e por deixar de lado a vertente mais experimental para se concentrar num emaranhado de canções pop. De Plastic Soldiers, até à colorida Smile, cada canção é preenchida com refrões carregados de vozes felizes, assente num alinhamento instrumental preciso e um completo desapego relativamente a tudo o que a banda propôs anteriormente.

Assim, Evil Friends poderá soar como algo fantástico para quem não conhece em pormenor a discografia dos Portugal. The Man e ser uma tremenda desilusão para aquele nicho que ao longo do tempo aprendeu a apreciar a aparente indecisão sonorda do grupo e admirava a forma como eles iam explorando com alguma mestria, diga-se, diferentes territórios sonoros. A escolha de Purple Yellow Red and Blue para single, uma canção que, por exemplo, nos remete para qualquer outra música dos Foster The People, não terá sido inocente já que é um tema algo incaraterístico no percurso sonoro do grupo e demonstra com precisão a tal opção por sonoridades mais fáceis, comerciais e acessíveis ao grande público. Outros dois temas que escapam ao passado do grupo são Hip Hop Kids e Atomic Man, canções que poderia muito bem estar no alinhamento de um disco dos MGMT.

Produzido por Danger Mouse, até neste campo específico do trabalho de tratamento e execução de um álbum houve, em Evil Friends, um cuidado na escolha, tendo a opção recaído num nome consensual do universo pop e que tem tido bons resultados comerciais nos discos onde se intromete. A envolvência do produtor no resultado final é tão intensa que todos aqueles que forem conhecedores profundos dos trabalhos que ele produziu, identificarão facilmente alguns detalhes sonoros típicos de outros artistas que já produziu.

Evil Friends é um marco importante na carreira dos Portugal. The Man já que poderá vir a ser o ponto definitivo de viragem para uma banda que talvez tenha perdido um pouco a paciência a experimentar e com isso tirado poucos dividendos, mesmo económicos, do seu percurso musical, e queira tornar-se definitivamente mais acessível à multidão e disponível para o airplay fácil. Ou então este sétimo trabalho não deixa de ser mais um capítulo nos habituais devaneios experimentais dos Portugal. The Man e, desta vez, o segredo esteve exatamente na ausência do risco e na aposta pela luminosidade pop simples e direta, estando no futuro reservado um novo regresso ao laboratório onde a banda costuma misturar diferentes géneros e tendências, geralmente, na minha opinião, com elevado grau de criatividade e bom gosto. O disco foi disponibilizado para audição pela banda. Espero que aprecies a sugestão...

01. Plastic Soldiers
02. Creep In A T-Shirt
03. Evil Friends
04. Modern Jesus
05. Hip Hop Kids
06. Atomic Man
07. Sea Of Air
08. Waves
09. Holy Roller (Hallelujah)
10. Someday Believers
11. Purple Yellow Red And Blue
12. Smile

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 16:18


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.






mais sobre mim

foto do autor


Parceria - Portal FB Headliner

HeadLiner

Man On The Moon - Paivense FM (99.5)

Man On The Moon · Man On The Moon - Programa 425


Disco da semana 118#


Em escuta...


pesquisar

Pesquisar no Blog  

links

as minhas bandas

My Town

eu...

Outros Planetas...

Isto interessa-me...

Rádio

Na Escola

Free MP3 Downloads

Cinema

Editoras

Records Stream


calendário

Junho 2013

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.