Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Elbow – Elbowrooms

Sexta-feira, 19.06.20

O período de confinamento que vivemos recentemente devido ao Covid-19 e que ainda não está totalmente ultrapassado, foi motivo para algumas bandas e projetos musicais inovarem no modo como se mantiveram ativos, criativos e, principalmente, em contacto direto com os fãs, visto os concertos ao vivo estarem proibidos. Os britânicos Elbow de Guy Garvey, Craig Potter, Mark Potter, Pete Turner e Alex Reeves não foram excepção e conseguiram dinamizar um dos projetos mais interessantes deste período de restrição, interpretando alguns dos seus principais exitos com uma roupagem mais íntima e acústica, com cada um dos cinco músicos da banda a tocar e a cantar a partir de sua casa, sem desrespeitar as regras de confinamento.

Elbow – Rank The Albums | NME

O resultado final dessa demanada chama-se Elbowrooms, um tomo de nove canções que fazem uma resenha bastante abrangente da carreira do grupo que, nos trabalhos mais recentes, tem mostrado um distanciamento cada vez maior da faceta rock que sempre marcou o projeto e que teve como clímax o excelente tema Grounds for Divorce, incluído no já clássico The Seldom Seen Kid (2208), para se aproximarem, mais do que nunca, de um som íntimo, polido, de forte pendor acústico, ou seja, um som que tem na pop, na folk e até na própria música de câmara influências mais do que evidentes, aspetos bem audíveis neste Elbowrooms.

Assim, charme e classicismo são conceitos que assaltam facilmente a mente de quem escuta estas nove composições que, não deixando de ter felizes combinações entre guitarras acústicas ou ligeiramente eletrificadas e uma ímpar cautela percurssiva, à qual o piano não é também alheio, como é o caso da reinterpretação do clássico Mirrorball, canção que também conta com alguns efeitos sintetizados subtis, acabam por mostrar todo o seu esplendor quando, mesmo numa atmosfera minimlista, conseguem colocar à tona arranjos instrumentais sofisticados, que induzem a alma, o caráter e a beleza que todas estas canções, na sua versão original, já possuem. Importa salientar, ainda, que a voz de Garvey é, também, um ponto forte do trabalho, funcionando como mais uma espécie de elemento instrumental, com igual importância no arquétipo do registo. O modo como se entrelaça com as cordas em Weightless é um excelente exemplo dessa constatação, que se tornará óbvia para quem escutar este Elbowrooms com a devoção que o trabalho merece.

Os Elbow são das melhores bandas do mundo para nos ensinar como enfrentar a habitual ressaca emocional que os eventos familiares menos positivos provocam no equilíbrio emocional de qualquer mortal, mas também servem como odes celebratórias de todo o encanto e alegria que a vida nos oferece. Quando se mostram e o fazem de forma tão charmosa, autêntica e recatada, ampliam ainda mais esta óbvia constatação. Espero que aprecies a sugestão...

Elbow - Elbowrooms

01. Weightless
02. Great Expectations
03. Fugitive Motel
04. Scattered Black and Whites
05. Mirrorball
06. Magnificent (She Says)
07. Puncture Repair
08. Dear Friends
09. Lippy Kids

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 10:12






mais sobre mim

foto do autor


Parceria - Portal FB Headliner

HeadLiner

Man On The Moon - Paivense FM (99.5)

Man On The Moon · Man On The Moon - Programa 392#


Disco da semana 94#


Em escuta...


pesquisar

Pesquisar no Blog  

links

as minhas bandas

My Town

eu...

Outros Planetas...

Isto interessa-me...

Rádio

Na Escola

Free MP3 Downloads

Cinema

Editoras

Records Stream


calendário

Junho 2020

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.