Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Majical Cloudz – Are You Alone?

Quinta-feira, 22.10.15

Já viu a luz do dia à boleia da insuspeita Matador Records, Are You Alone?, o tão aguardado terceiro disco de Majical Cloudz, o projeto encabeçado pelo canadiano Devon Welsh e ao qual se junta Matthew Otto, mais uma obra prima incubada na mente de um grupo único, que quer em II quer em Impersonator, os dois registos anteriores, deixou-me boquiaberto assim como muita crítica e imprensa especializada, devido ao modo corajoso e exemplar como utiliza um angustiante e singular minimalismo sofredor, muitas vezes autobiográfico, para embarcar, disco após disco, numa espécie de catarse pessoal, da qual nos podemos apropriar, através do exemplo, para nossa própria salvação, comungando aspectos demasiado particulares da vida de Welsh, o escritor das canções, expostos num mundo lírico de forte apelo claustrofóbico e de difícil aproximação, mas com o qual nos identificamos sem enorme esforço.

Se as canções de Majical Cloudz fossem cantadas à capella, apenas com a voz de Welsh, desprovidas de instrumentos, teriam peso suficiente para impressionar, mas nunca com o grau sísmico que realmente contém, já que é verdadeiramente belissímo e até, em certos momentos, quase surreal, o método de construção da arquitetura sonora destes temas de Are You Alone?, edificados em sons que se vão sobrepondo com suavidade e astúcia e que do simples piano, a sons sintetizados, passando por instrumentos de sopro, ou batidas, abarcam uma miríade quase infinita de fontes, num minimalismo sonoro que é bastante enganador.

Chega a ser impressionante o modo como diante de um simples teclado Devon Welsh solta a magnificiência da sua voz sublime e arrebatadora e, fazendo dela um prolongamento físico do seu corpo, que se estende pelos braços até à ponta dos dedos que tocam no instrumento, atinge uma simbiose única entre dois corpos, o corpo homem e o corpo máquina, de modo a criar cenários pintados pela profunda introspeção e melancolia. Se logo em Disappeared a voz de Devon prende imediatamente a atenção de quem se disponibiliza para devotamente destrinçar a sua mensagem com merecido fervor, enquanto clama pela nossa companhia e nos convida diretamente a sermos testemunhas da sua solidão (Those that forever disappear, All I want is for you to talk to me, The way you used to do) nos temas seguintes percebe-se que ele quer despir-se integralmente perante cada um de nós, no caso de Control entregar-se totalmente (Would you control me, Would you lock me up and then never set me free, Would you, I am on my knees) e confessar-se sem rodeios, mesmo que tenha de expôr os seus maiores receios e fantasmas. O clímax desta missão única e singela acontece quando em Silver Car Crash assume desejar que o amor lhe possibilite o que mais ninguém ousa desejar, nem nos seus mais inconfessados e inverosímeis sonhos  (I want to kiss you, Inside a car that’s crashing, And we will both die laughing, Cause there is nothing left to do) para depois, em Change, acompanhado por uma batida crua, admitir ter levado tavez um pouco longe demais esta demanda de auto entrega ao destino sem concessões e planos que sustentem uma hipotética necessidade de salvação caso o fundo do poço seja a meta única, na possibilidade de não haver quem lhe estenda uma mão e lhe mostre novamente a luz (Today I felt no good, I wasted all my time, Don't ever ask me why). Mas isso nunca acontece porque, na verdade, imersos na audição de Are You Alone?, facilmente percebemos que Welsh pede a nossa compreensão e o feitiço torna-se de tal modo forte e eficaz que não pensamos sequer duas vezes até o resgatarmos de novo para o lado bom da força.

Este é um disco para ser escutado com auscultadores e no silêncio, porque também contém silêncios ruidosos que acentuam um dramatismo transversal ao alinhamento e que fornece pontos em comum às doze canções que passeiam por Are You Alone? e personificam uma arquitetura sonora que sobrevive num domínio muito próprio e que dificilmente encontra paralelo no cenário musical atual. Este é, sem dúvida, um acontecimento discográfico ímpar e que deveria estar ao alcance do mais comum dos mortais e fazer parte das suas obrigações diárias, como receita eficaz para a preservação da integridade sentimental e espiritual de cada um, duas das facetas que, conjugadas com a inteligência, nos distinguem a nós humanos, dos outros animais. Espero que aprecies a sugestão...

Majical Cloudz - Are You Alone

01. Disappeared
02. Control
03. Are You Alone?
04. So Blue
05. Heavy
06. Silver Car Crash
07. Change
08. If You’re Lonely
09. Downtown
10. Easier Said Than Done
11. Game Show
12. Call On Me

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 18:52

The Weatherman - Ice II

Quinta-feira, 22.10.15

Dois anos após um homónimo, The Weatherman, o pseudónimo artístico criado em 2006 pelo multi-instrumentalista portuense Alexandre Monteiro e um projecto pop rock versátil e multifacetado, que se estreou em 2006 com Cruisin’ Alaska, ao qual se sucedeu Jamboree Park at the Milky Way (2009), está de regresso aos discos muito em breve e já divulgou um single daquele que será o seu quarto registo de originais.

Gravada, misturada e masterizada nos estúdios Sá da Bandeira no Porto em Setembro último, Ice II é essa novidade de The Weatherman, uma canção produzida a meias com Alexandre Almeida. De acordo com esta amostra, o próximo longa duração deverá remeter este cantautor para um universo pop e psicadélico, diversificado e versátil, onde reina a nostalgia dos anos sessenta e onde nomes como The Beatles ou Beach Boys são referências incontornáveis, além de algumas marcas identitárias da eletrónica atual. Ice II também já tem direito a um vídeo, registado pela lente de Vasco Mendes. Confere...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 18:35






mais sobre mim

foto do autor


Parceria - Portal FB Headliner

HeadLiner

Man On The Moon - Paivense FM (99.5)

Man On The Moon · Man On The Moon - Programa 423


Disco da semana 117#


Em escuta...


pesquisar

Pesquisar no Blog  

links

as minhas bandas

My Town

eu...

Outros Planetas...

Isto interessa-me...

Rádio

Na Escola

Free MP3 Downloads

Cinema

Editoras

Records Stream


calendário

Outubro 2015

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.