Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Hurts - Surrender

Sábado, 17.10.15

A dupla britânica Hurts de Theo Hutchcraft e Adam Anderson, está de regresso aos discos com Surrender, o terceiro trabalho do projeto, editado no passado dia seis de outubro e produzido por Stuart Price e Ariel Rechstaid.

Manchester, cidade de fortes tradições no que concerne à eletrónica britânica, principalmente a partir da última década do século passado, é o poiso natural desta dupla, mas não necessariamente o berço das influências que são decisivas para a sonoridade dos Hurts e, mais concretamente, este Surrender. Na verdade, é a pop polida dos anos oitenta, feita com sintetizadores carregados de efeitos, penteados volumosos e um ar sempre solene, que define a essência e o dramatismo deste projeto, que nos propôe mais uma coleção de canções assentes em teclados com a esperada pompa e circunstância aveludada que enfeita as melodias que debitam.

Impecavelmente produzido, Surrender arremessa para os nossos ouvidos toda uma herança luxuosa, com vários destaques, ao nivel instrumental, da responsabilidade de Anderson, que importa realçar; Assim, se Why é um forte apelo às pistas de dança e se Some Kind Of Heaven tem alguns elementos percurssivos curiosos, é, no entanto, o lado humano da voz grave de Hutchcraft que se mostra como o trunfo maior deste alinhamento. Refiro-me a uma voz impregnada, logo no tema homónimo, com vozes imponentes e redentoras, que depois passeiam uma dose incontida de egocentrismo em Nothing Will Be Bigger Than Us, de braço dado com teclados épicos. Mas o meu destaque de Surrender e talvez o tema que melhor sublima as duas vertentes é Lights, uma canção sedutora, com uma firme impressão da pop eletrónica dos anos oitenta, assente num refrão marcante, em guitarras plenas de groove, cordas dinâmicas e uma percussão onde não faltam efeitos de palmas. Este tema é um monumento de sensualidade, pensado para dançar no escuro, de preferência com a pessoa amada e o R&B de Rolling Stone e o piano de Wish, a composição que quase encerra Surrender, dois bons complementos para esse propósito acolhedor e nada subtil.

Firmes no percurso que resolveram calcorrear na carreira, os Hurts mostram neste terceiro disco um referencial estratégico sonoro estilístico cada vez mais aprimorado no modo como brincam com a subtileza e o mistério que envolve as relações, daquela maneira depressiva e sombria que se espera deles, mas com um bom gosto e um charme únicos. Espero que aprecies a sugestão...

Hurts - Surrender

01. Surrender
02. Some Kind Of Heaven
03. Why
04. Nothing Will Be Bigger Than Us
05. Rolling Stone
06. Lights
07. Slow
08. Kaleidoscope
09. Wings
10. Wish
11. Perfect Timing
12. Weight Of The World
13. Policewoman

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 16:06






mais sobre mim

foto do autor


Parceria - Portal FB Headliner

HeadLiner

Man On The Moon - Paivense FM (99.5)

Man On The Moon · Man On The Moon - Programa 425


Disco da semana 118#


Em escuta...


pesquisar

Pesquisar no Blog  

links

as minhas bandas

My Town

eu...

Outros Planetas...

Isto interessa-me...

Rádio

Na Escola

Free MP3 Downloads

Cinema

Editoras

Records Stream


calendário

Outubro 2015

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.