Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Passion Pit – Kindred

Sábado, 13.06.15

Lançado a vinte e um de abril pela Columbia Records, Kindred é o terceiro álbum dos Passion Pit de Michael Angelakos, uma banda norte americana oriunda de Cambridge, no Massachusetts e da qual também fazem parte Chris Hartz, Aaron Harrison Folb, Giuliano Pizzulo, Pete Cafarella e Ray Suen.

Novamente produzido por Chris Zane, ahbitual colaborados dos Passion Pit, Kindred é mais um disco que cimenta um projeto pop num género nem sempre fácil de rotular. Geralmente um álbum pop bem sucedido é um tratado com um propósito comercial, melódico e acessível a vários públicos, o que faz com que a busca de tal abrangência resvale para rodelas perdidas num universo de banalidades sonoras que, em verdade se diga, alimentam há anos a indústria fonográfica. Neste caso e como se entende logo na audição da épica e luminosa Lifted Up (1985) ou do single Until We Can’t (Let’s Go), a banda faz crescer em cada nota, verso ou vocalização, à boleia do sintetizador, todos os ingredientes que definem as referências principais dessa pop, acrescentando ainda, em determinados instantes, aspetos da música negra, brincando, assim, com a eletrónica de forma inédita, enquanto nos conduzem para a audição de mais um disco doce e, na mesma medida, pop.

Disco mais curto dos Passion Pit, Kindred é, talvez, o trabalho mais introspetivo do projeto, apesar de não deixar de ser comovente, conter versos e refrões sedutores e de fácil assimilação e de estar cheio de armadilhas sonoras que nos podem atrair para um universo bastante festivo, mas enganador, não só nas batidas da já citada Lifted Up (1985), como nas de My Brother Taught Me How To Swim. Seja como for, a nostalgia continua a ser uma marca transversal a quase todo o alinhamento, algo que os efeitos e a percussão de Whole Life Story tão bem transparecem, em canções que se debruçam sobre a adolescência conturbada de Angelakos (Dancing On The Grave, Whole Life Story), a saudade (All I Want) ou outros eventos que podem fazer parte da vida de qualquer um de nós, mas que deixam sempre marcas profundas (My Brother Taught Me How to Swim).

A aparente dicotomia concetual e sonora de Kindred faz do álbum um trabalho criativo e versátil, repleto de expressividade, sempre com a eletrónica como pano de fundo e um indisfarçável charme e delicadeza a reforçar o cariz intimista de mais um retato sonoro da existência de Angelakos, expresso em dez canções estimulantes e maduras. Espero que aprecies a sugestão...

Passion Pit - Kindred

01. Lifted Up (1985)
02. Whole Life Story
03. Where The Sky Hangs
04. All I Want
05. Five Foot Ten (I)
06. Dancing On The Grave
07. Until We Can’t (Let’s Go)
08. Looks Like Rain
09. My Brother Taught Me How To Swim
10. Ten Feet Tall (II)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 14:40






mais sobre mim

foto do autor


Parceria - Portal FB Headliner

HeadLiner

Man On The Moon - Paivense FM (99.5)

Man On The Moon · Man On The Moon -Programa 422


Disco da semana 117#


Em escuta...


pesquisar

Pesquisar no Blog  

links

as minhas bandas

My Town

eu...

Outros Planetas...

Isto interessa-me...

Rádio

Na Escola

Free MP3 Downloads

Cinema

Editoras

Records Stream


calendário

Junho 2015

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.