Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Brandon Flowers – The Desired Effect

Quarta-feira, 03.06.15

Vocalista e lider dos The Killers, Brandon Flowers voltou a apontar agulhas para a sua carreira a solo, com The Desired Effect, o segundo álbum do músico e sucessor de Flamingo, o anterior registo do Flowers, editado em 2010. The Desired Effect viu a luz do dia a dezoito de maio e o seu conteúdo contém uma sonoridade diferente do habitual, sendo o produtor Ariel Rechtshaid o principal responsável por essa inflexão, com o próprio Flowers a afirmar que procurou sair da sua habitual zona de conforto, para apostar agora numa sonoridade que não descura as guitarras, mas que coloca o sintetizador na linha da frente do processo de composição melódica, sendo a herança dos anos oitenta a grande força motriz de todo o alinhamento.

The Desired Effect conjuga e recria com distinção o que de melhor foi feito numa época em que era proporcional o abuso da cópula entre os sintetizadores e o spray para o cabelo, aumentando essa perceção as participações especiais de nomes tão importantes como Joey Waronker, Tony Levin (baixista de Peter Gabriel), Bruce Hornby (pianista e cantor que se notabilizou em 1986 com a canção The Way It Is), Danielle Haim e Angel Deradoorian (Dirty Projectors) além do já referido produtor Ariel Rechtshaid, que colocou a mão em discos dos Haim, Sky Ferreira e Vampire Weekend.

Álbum de altas e declaradas aspirações, desde o título e a tipologia da capa, algures entre a de Thriller, de Michael Jackson, e de Random Access Memories, dos Daft Punk, às canções que são quase todas reluzentes, cuidadosamente buriladas e impecavelmente produzidas, The Desired Effect amplia a busca pela adrenalina e a capacidade comunicativa de Flowers.

Comparando com Flamingo, as letras são mais maduras e há uma frescura pop irresistivel com um piscar de olhos nítido ao airplay radiofónico. Canções como Dreams Come True ou Lonely Town explanam a sua confessada admiração por Springsteen, a pop sintética de I Can Change contém um sample da voz de Neil Tennant, vocalista dos Pet Shop Boys e outro de Small Town Boy, um clássico da eletrónica dos anos oitenta da dupla britânica Bronski Beat e Can’t Deny My Love sustenta-se num funk sintético que não ficaria mal ao lado de um clássico de Prince ou dos Duran Duran.

Tendo em conta o autor do disco e a época em se inspira, The Desired Effect teria tudo para correr mal devido à tentação pelo preconceito fácil e pela crítica ligeira, fácil de redigir ou declamar quando o destinatário da mesma é um figura controversa e conhecida mundialmente. Sendo assim, talvez o grande entrave deste disco na obtenção de um selo de elevada qualidade possa não ter propriamente a ver com o seu conteúdo que, pessoalmente, considero ser fantástico, mesmo não sendo propriamente fã da corrente sonora que o sutenta, mas com a mente de quem o escuta, caso não o faça ajuizando o seu conteúdo com a imparcialidade crítica que estas dez canções merecem.

The Desired Effect está carregado de méritos líricos, sonoros, melódicos e interpretativos, é um disco impecavelmente produzido e obedece ao cruzamento ímpar entre uma atmosfera nostálgica e um clima animado e dançavel que o ênfase na sintetização quase que exige para que o resultado não seja monótono e repetitivo. Assume-se como um disco pop exuberante e cheio de instantes louváveis, atingindo a enorme ambição que Flowers tinha para ele e que seria, certamente, a de criar um compêndio de entretenimento empolgante e contagiante. Espero que aprecies a sugestão...

Brandon Flowers - The Desired Effect

01. Dreams Come True
02. Can’t Deny My Love
03. I Can Change
04. Still Want You
05. Between Me And You
06. Lonely Town
07. Diggin’ Up The Heart
08. Never Get You Right
09. Untangled Love
10. The Way It’s Always Been

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 21:19

A Violet Pine - New Gloves

Quarta-feira, 03.06.15

A vinte e três de setembro irá chegar aos escaparates, por intemédio da T.a. Rock Records, Turtles, o segundo disco dos italianos A Violet Pine, uma banda italiana que se divide entre Barletta, Bergamo e Milão e formada por Giuseppe Procida, Pasquale Ragnatela e Paolo Ormas e que aposta no post rock com pitadas de shoegaze no processo de composição melódica.

New Gloves é o primeiro avanço divulgado de Turtles, um indie rock fulgurante, visceral infeccioso e incisivo, claramente marcado pela nostalgia dos anos oitenta, sustentado num baixo bastante grave, guitarras plenas de distorção e uma secção rítmica exemplar. Em setembro voltarei aos A Violet Pine para uma crítica completa a Turtles. Até lá, delicia-te com este single imperdível. Confere...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 17:34






mais sobre mim

foto do autor


Parceria - Portal FB Headliner

HeadLiner

Man On The Moon - Paivense FM (99.5)

Man On The Moon · Man On The Moon -Programa 422


Disco da semana 117#


Em escuta...


pesquisar

Pesquisar no Blog  

links

as minhas bandas

My Town

eu...

Outros Planetas...

Isto interessa-me...

Rádio

Na Escola

Free MP3 Downloads

Cinema

Editoras

Records Stream


calendário

Junho 2015

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.