Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Quiet Quiet Band - Low Noon

Segunda-feira, 16.03.15

Paul, Jon, Scott, Jay, Tom e Devon são os Quiet Quiet Band, um coletivo inglês, oriundo de Londres e que forma uma verdadeira orquestra folk que aposta numa fusão de elementos da indie, da pop, da folk e até da eletrónica, tudo assente em melodias luminosas feitas com linhas de guitarra delicadas e arranjos particularmente deslumbrantes e cheios de luz, que criam paisagens sonoras bastante peculiares.

Alegres e festivos, já com alguma reputação relativamente aos espetáculos ao vivo, sempre cheios de diversão e alegria, os Quiet Quiet Band são uma das novas apostas da etiqueta Lost In The Manor e estrearam-se nos discos com Low Noon, um trabalho que viu a luz do dia a nove de março e uma banda sonora perfeita para uma festa longa e bem regada, num ambiente ao ar livre, preferivelmente rural e bucólico.

Composição sonora carregada de texturas, criadas através da justaposição de diferentes camadas de instrumentos e sons e com um excelente jogo de vozes, Battery Human é o efervescente primeiro avanço divulgado do álbum, uma canção com um elevado cariz contemporâneo e atual, apesar do forte revivalismo que o espetro sonoro que os Quiet Quiet Band abordam sempre encerra. Mas o tema de abertura, Hunter's Moon, também deixa boquiaberto quem aprecia melodias luminosas feitas com linhas de guitarra delicadas e arranjos particularmente deslumbrantes e cheios de luz, dominados por cordas, com um resultado final verdadeiramente vibrante e com uma energia bastante particular.

Em How Long  e Looks Like An Ending as mesmas cordas, quer das guitarras, quer dos violinos, servem para criar um ambiente mais melancólico e aconchegante, mostrando que estes Quiet Quiet Band se têm jeito para animar, também conseguem suscitar sensações e sentimentos mais introspetivos e profundos. Mas o ritmo frenético regressa logo de seguida, em Fudge (Highly Poisoned) e com os sons inéditos e naturais de Bunks e do baixo de Carol-Ann testemunhamos um saudável experimentalismo que comprova o modo assertivo como todos os arranjos e detalhes de Low Noon terão sido certamente ponderados de forma muito cuidada, pois só assim se entende o audível aconchego da profusão de sons e de ruídos e poeiras sonoras, muitas sem sentido de ordem aparente, mas que resultam e mostram a originalidade com que os Quiet Quiet Band usam aspetos clássicos da folk para criar um som cheio de frescura e vitalidade, mas onde também há espaço para composições melancólicas, com um acabamento bucólico e, por isso, atrativo para quem procura todo o tipo de sentimentos e emoções, mesmo nas sonoridades mais festivas e descomplicadas.

Low Noon é um passeio movimentado e luminoso por intenso e imenso jogo de texturas sonoras, uma viagem pela essência da folk de cariz mais europeu, idealizada por seis exuberantes replicadores de sons que, sem nunca se entregarem ao exagero, até porque é explícita a toada experimental que ocupa este compêndio folk de enorme beleza natural, parecem não querer olhar apenas para o universo tipicamente folk, mas também abraçar, através de alguns traços sonoros caraterísticos, outros universos musicais. Confere...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 18:10

Garden Of Elks - Swap

Segunda-feira, 16.03.15

Espalhados pela Escócia, os Garden Of Elks são um trio formado por Niall Strachan, de Inverness, o baixista Ryan Drever, de Glasgow e o baterista Paul Bannon, de Edimburgo. A Distorted Sigh, o trabalho de estreia dos Garden Of Elks, chegará lá para abril, em formato digital, vinil e cassete e entretanto vão sendo divulgados alguns avanços desse disco de uma banda que assume possuir uma sonoridade que intitulam de trash pop.

Depois de o punk rock shoegaze de This Morning We Are Astronauts ter feito parte do alinhamento de Magic Beanz!, uma coletânea que a etiqueta Song By toad, Records editou recentemente com algumas das suas maiores apostas para 2015, agora chegou a vez de ser divulgada Swap, uma canção sobre a amizade .

Swap foi escrita por Niall como reação a um evento da vida de um amigo próximo, como forma de tributo à verdadeira amizade e de crítica a todos aqueles que apenas vêm a amizade como um modo de obterem proveito, descurando sempre a presença quando os outros realmente mais precisam. O punk rock orelhudo, feito com um baixo rugoso e vibrante e uma guitarra que inflama ditorções verdadeiramente inebriantes é a pedra de toque deste tema e esse energia será certamente uma constante no trabalho de estreia destes escoceses que vale bem a pena seguir de perto. Confere...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 13:04






mais sobre mim

foto do autor


Parceria - Portal FB Headliner

HeadLiner

Man On The Moon - Paivense FM (99.5)

Man On The Moon · Man On The Moon - Programa 425


Disco da semana 118#


Em escuta...


pesquisar

Pesquisar no Blog  

links

as minhas bandas

My Town

eu...

Outros Planetas...

Isto interessa-me...

Rádio

Na Escola

Free MP3 Downloads

Cinema

Editoras

Records Stream


calendário

Março 2015

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.