Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Swings - Detergent Hymns

Terça-feira, 20.01.15

Oriundos de Tenleytown, nos arredores de Washington, os norte americanos Swings são um trio que aposta com firmeza no rock alternativo, nomeadamente aquele post-rock que fez furor na última década do século passado, com arranjos crus e um certo cariz lo fi, que não renega um ligeiro travo hardcore. Após terem editado alguns EPs, que podes escutar no bandcamp do projeto, o disco de estreia, Detergent Hymns, chegou aos escaparates no passado dia dezassete de janeiro, via Quiet Year Records e também está disponível na mesma plataforma, como a possibilidade de o obteres gratuitamente ou doares um valor pelo mesmo.

Eminentemente cru e lo fi e gravado durante o verão de 2014, Detergent Hymns é um disco cheio de belíssimas letras entrelaçadas com deliciosos acordes e melodias minusiosamente construídas com diversas camadas de instrumentos.

A leveza onírica com que os Swings deixaram as guitarras, o baixo e a bateria seguirem a sua dinâmica natural e assumirem aquela faceta algo negra e obscura que carateriza um ambiente sonoro fortemente etéreo e melancólico, fica logo patente em Pale Trinity, o primeiro tema do alinhamento. É encantador o modo como um registo vocal fortemente sentimental grave e algo enraivecido e ferido, que derrama um retrato de verdadeiros e sinceros sentimentos, se cruza com uma componente instrumental que carrega uma intensa aúrea vincadamente orgânica, despindo os Swings de todo aquele mistério, tantas vezes artificial, que os poderia envolver, para mostrar, com ousadia, a verdadeira personalidade do agregado sentimental que carateriza os membros do grupo e que comporta sentimentos e estados de alma delicados, emocionantes e inerentemente tristes.

Escutar Detergent Hymns é provar e partilhar o estado de alma destes Swings e assim, quem sabe, dar de caras com um bom manual de auto ajuda para quem procura forças para superar os percalços de uma vida que possa estar emocionalmente menos equilibrada. O longo devaneio confessional chamado apenas V ou a tentativa de reação contrária aquela luz suplicante, que luta contra os nossos desejos, em Phlegm, são apenas dois momentos deste trabalho que nos agarram pelos colarinhos e fazem o nosso espírito facilmente levitar provocando um cocktail delicioso de boas sensações. O ambiente melódico criado em Forearms, fortemente rendilhado e introspetivo é, igualmente, um convite claro ao desejo de cerrar os punhos, ganhar coragem e vasculhar e trazer à tona o que de mais profundo e incontido vagueia pelo pacote dos nossos desejos que todos temos na nossa alma.

Heavy Manner, o momento alto de Detergent Hymns e um dos singles já retirado do trabalho e Sans Dream, são duas canções que assentam numa bateria pulsante e variada e em distorções agudas da guitarra. Essa é, amiúde, a pedra de toque do cenário melódico arquitetado onde não falta aquela pura adrenalina sonora, numa viagem que nos remete para a gloriosa época do rock independente que reinou na transição entre as duas últimas décadas do século passado

Álbum tipicamente rock e esculpido com cordas ligas à eletricidade, Detergent Hymns é um compêndio de canções cheias de uma fragilidade incrivelmente sedutora e alicerçadas numa certa timidez que não é mais do que um assomo de elegância contida, uma exibição consciente de uma sapiência melódica. Os Swings deixaram-se impregnar, com rara honestidade, por uma atmosfera lo-fi que parece ter a intenção de servir como veículo para uma necessidade confessional de resolução e redenção. Espero que aprecies a sugestão... 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 21:26

Mew - Satellites

Terça-feira, 20.01.15

Mew - '+' -

Em silêncio desde que em 2009 editaram o aclamado No More Stories Are Told Today, I’m Sorry They Washed Away, os dinamarqueses Mew estão de regresso aos discos com  + - (pronuncia-se plus minus), o sexto álbum da carreira deste coletivo liderado por Jonas Bjerre e que se estreou em 1997 com A Triumph for Man.

Satellites é o primeiro avanço divulgado de + -, uma canção com uma excelente melodia e alguns arranjos distorcidos que trazem de volta a habitual toada ambiental, épica e psicadélica do grupo, um instante sonoro que confirma a boa forma deste quarteto oriundo de Hellerup. Confere o single e a tracklist do novo álbum dos Mew.

 

01. “Satellites”
02. “Witness”
03. “The Night Believer”
04. “Making Friends”
05. “Clinging To A Bad Dream”
06. “My Complications”
07. “Water Slides”
08. “Interview The Girls”
09. “Rows”
10. “Cross The River On Your Own”

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 17:11






mais sobre mim

foto do autor


Parceria - Portal FB Headliner

HeadLiner

Man On The Moon - Paivense FM (99.5)

Man On The Moon · Man On The Moon -Programa 422


Disco da semana 117#


Em escuta...


pesquisar

Pesquisar no Blog  

links

as minhas bandas

My Town

eu...

Outros Planetas...

Isto interessa-me...

Rádio

Na Escola

Free MP3 Downloads

Cinema

Editoras

Records Stream


calendário

Janeiro 2015

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.