Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



beat radio - singles​/​demos 2014

Quarta-feira, 10.12.14

Oriundo de Bellmore, em Nova Iorque, beat radio é Brian Sendrowitz e anda desde 2005 a criar excelentes composições que têm como maiores trunfos uma belíssima voz e um magnífico trabalho instrumental, com destaque para Ver Straten, que se juntou a Brian em 2007 para tomar conta da bateria e assim ajudar a expandir o som deste projeto que tem sido comparado a referências tão distintas como os Sparklehorse, os Luna ou os The Weakerthans. Após uma década com quase uma dúzia de lançamentos, entre EPs, albuns e singles, parece que a inspiração de Brian é inesgotável e, tendo passado o presente ano a escrever a maior quantidade possível de canções, resolveu antecipar o lançamento de Take It, Forever, o seu novo registo de originais que deverá ver a luz do dia em 2015, com a partilha de singles/demos 2014, um compêndio com temas, com a promessa de alguns deles virem a fazer parte desse trabalho.

Nestas oito canções existem algumas curiosidades que importa destacar, nomedamente uma versão de Pour It Up, um original de Rihanna e a versão punk do genérico da série de televisão Full House, entretanto incluida num podcast intitulado Everywhere You Look, que desconstrói sonoramente cada um dos episódios desta sitcom.
Começa-se a escutar esta coleção de canções pelo tema homónimo do tal álbum que está para chegar e percebe-se de imediato que beat radio é um projeto que propôe uma coleção irrepreensível de sons inteligentes e solidamente construídos, que nos emergem em ambientes carregados de batidas e ritmos que, tomando como exemplo as teclas e o sintetizador desta canção, poderão facilmente fazer-nos acreditar que a música pode ser realmente um veículo para o encontro do bem e da felicidade coletivas.
Daí em diante, tudo aquilo que se escuta tem algo de fresco e hipnótico, uma pop com um pendor eletrónico simples, bonito e dançável, nem que o façamos no nosso íntimo e para nós mesmos. Os sintetizadores têm um tempero muito particular e as guitarras, que têm o protagonismo maior em Losing Time e o sintetizador sustentam a base melódica e sabem como dar o tempero ideal às composições que, com frequência, duvidam delas próprias sem saberem se querem avançar para uma sonoridade futurista, ou se preferem viver na firme intenção de ficarem a levitar na pop dos anos oitenta.. Depois a voz um pouco lo fi e shoegaze, confere aquele encanto retro e relaxante e amplia a atmosfera de brilho e cor em movimento que sustenta esta obra com um alinhamento alegre e festivo e que parece querer exaltar, acima de tudo, o lado bom da existência humana.
Sem deixar de evocar um certo experimentalismo típico de quem procura, através da música, fazer refletir aquela luz que não se dispersa, mas antes se refrata para inundar os corações mais carentes daquela luminosidade que transmite energia, estas oito canções carecem de cantos escuros e projetam a beat radio inúmeras possibilidades sobre o seu futuro discográfico próximo. Espero que aprecies a sugestão...
 
wearebeatradio@gmail.com  
facebook.com/beatradio
beatradio.org
tumblr
twitter
bandcamp

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 21:45

Belle And Sebastian – Nobody’s Empire

Quarta-feira, 10.12.14

Belle And Sebastian - Nobody's Empire

Já se sabe desde setembro que os escoceses Belle & Sebastian estão de regresso aos discos com um novo álbum. Esse trabalho irá chamar-se Girls In Peacetime Want To Dance e verá a luz do dia a vinte de janeiro através da Matador Records, sendo o primeiro da banda em quatro anos, desde Write About Love e produzido por Ben H. Allen (Animal Collective, Washed Out).

Depois de ter sido divulgado Party Line, o primeiro single de Girls In Peacetime Want To Dance, agora chegou a vez de conhecermos o tema de abertura do disco intitulado Nobody's Empire. Com versos confessionais que falam da infância do vocalista, a canção conduz-nos de volta ao indie pop mais orelhudo, com aquele requinte vintage que revive os gloriosos anos oitenta. Confere...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 21:42

The Vultures - Vlad vs Cancer

Quarta-feira, 10.12.14

The Vultures

Sedeados em Inglaterra e com músicos oriundos de cinco países de três continentes diferentes, os The Vultures servem-se das cordas de violas, guitarras, baixo e violinos, da bateria e de sintetizadores para criar canções que contêm uma paleta sonora com uma deliberada componente gótica, mas que não se resume a esse espetro, já que o indie rock e o punk são também bitolas importantes para a caraterização da música do projeto.

No próximo mês de janeiro os The Vultures vão editar Three Mothers Part1, o disco de estreia, através da Ciao Ketchup Recordings e, em jeito de antecipação, acabam de divulgar um single com dois temas, Cancer e Vlad, assim como os respetivos vídeos. Já agora, depois de escutares as duas canções e ficares devidamente alerta para o disco que será certamente alvo de crítica neste espaço daqui a algumas semanas, sugiro uma visita à página oficial da banda, uma das mais originais que conheço. Confere...
*PRE-ORDER* Cancer / Vlad cover art
Vlad
Cancer

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 17:54






mais sobre mim

foto do autor


Parceria - Portal FB Headliner

HeadLiner

Man On The Moon - Paivense FM (99.5)

Man On The Moon · Man On The Moon - Programa 423


Disco da semana 117#


Em escuta...


pesquisar

Pesquisar no Blog  

links

as minhas bandas

My Town

eu...

Outros Planetas...

Isto interessa-me...

Rádio

Na Escola

Free MP3 Downloads

Cinema

Editoras

Records Stream


calendário

Dezembro 2014

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.