Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Shimmering Stars – Bedrooms Of The Nation

Terça-feira, 09.12.14

Oriundos de Vancouver, os canadianos Shimmering Stars são Rory McClure, Andrew Dergousoff, Brent Sasaki e Elisha May Rembold, uma banda que se estreou nos discos em 2011 com Violent Hearts e que editou no passado verão Bedrooms Of The Nation, o segundo trabalho da carreira, através da Shitty BIke Records no Canada e a Almost Musique na Europa. Já agora, no bandcamp poderás ouvir este trabalho e encontrar outros singles e EPs da autoria da banda.

Os Shimmering Stars são uma banda ainda há procura de um lugar de relevo no universo sonoro alternativo e Bedrooms Of Nation tem tudo para os catapultar para uma posição mais visível, devido ao modo assertivo e até exuberante, como propôem um rock cheio de sintetizações, efeitos e ruídos, mas com uma toada muito rica e sombria, já que estes quatro músicos deixaram as guitarras, o baixo e a bateria seguirem a sua dinâmica natural e assumirem uma faceta algo negra e obscura, para criar um álbum tipicamente rock, esculpido com cordas ligas à eletricidade e com um interessante cariz épico que não é mais do que um assomo de elegância incontida, uma exibição consciente de uma sapiência melódica.

Aguarda-nos também na audição de Bedrooms Of The Nation belíssimas letras entrelaçadas com deliciosos acordes e melodias minusiosamente construídas com diversas camadas de instrumentos. A escrita carrega uma sobriedade sentimental que acaba por servir de contraponto a uma sonoridade algo sombria e, em alguns instantes, tipicamente lo-fi.

Esta receita fica logo bem patente logo na Intro do alinhamento e nas camadas de ruídos que sustentam AnomieDérèglement, duas canções que desde logo captam a nossa atenção e a curiosidade em relação ao resto do disco, que depois acaba por impressionar pelo bom gosto com que cruza vários estilos e dinâmicas sonoras, com o indie rock a servir de elemento aglutinador, numa toada que tem tanto de shoegaze como de progressivo e que até busca pontos de interseção com a pop mais experimental e algumas paisagens e sensibilidades que piscam o olho ao punk e ao blues. Se as sucessivas distorções que conduzem a melodia rugosa e visceral de If You Love Me Let Me Go não defraudam os amantes de sonoridades que esticam ao máximo a coluna dos décibeis, já a linha de guitarra de You Were There pisca o olho a um rock com uma toada mais blues e o frenesim que o baixo e a bateria impôem, num combate de notas agudas e graves em Role Confusion, é rock épico e luminoso, sem estribeiras e longe de qualquer tipo de concessão.

Uma das cançoes mais curiosas deste disco é, sem dúvida, Defective Heart – Dreams, uma composição que começa e termina com uma sucessão imprecisa de ruidos que confundem e iludem, mas que entretanto surpreende e nos conquista com uma melodia particularmente deslumbrante apesar de se manter sempre a sintetização da voz. 

Msturado por Colin Stewart, um mítico engenheiro de som de Vancouver e masterizado por Dan Emery em Nashville, nos Estados Undos, Bedrooms of The Nation é um disco de difícil trato, que virou completamente as costas a um apelo comercial que certamente se entendia numa banda que pretende uma outra projeção, mas que merece o maior relevo pelo modo como plasma um feliz encontro entre sonoridades que surgiram há décadas e se foram aperfeiçoando ao longo do tempo e ditando as regras que hoje consagram as tendências mais atuais em que assenta o rock alternativo com um cariz fortemente nostálgico e contemplativo, mas também feito com elevada dose de ruído e distorção.

Os Shimmering Stars têm no seu ADN bem vincada a vontade de experimentar e Bedrooms Of The Nation respira por todos os poros uma enorme faceta laboratorial, com melodias que se parecem incomodar, na verdade, devidamente compreendidas, poderão fazer levitar quem se deixar envolver pelo assomo de elegância contida e pela sapiência melódica do seu conteúdo. Ouvir este disco é uma experiência diferente e a oportunidade de contatar com um conjunto de canções que transbordam uma aúrea algo mística e espiritual, reproduzidas por um grupo que sabe como o fazer, de forma direta, pura e bastante original. Espero que aprecies a sugestão...

Shimmering Stars - Bedrooms Of The Nation

01. Intro
02. Anomie
03. Dérèglement
04. You Were There
05. If You Love Me Let Me Go
06. Defective Heart – Dreams
07. Shadow Visions
08. Role Confusion
09. Fangs
10. First Time I Saw You
11. Ego Identity
12. I Found Love

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 18:51

Citizens! – Lighten Up

Terça-feira, 09.12.14

Citizens! - Lighten Up

O indie pop dos ingleses Citizens! está de regresso com Lighten Up, o primeiro avanço do sucessor de Here We Are (2012), o disco de estreia do grupo que, tal como o segundo trabalho, também foi lançado através do selo Kitsuné/Sony Red.

Lighten Up foi produzido por Laurent d’Herbecourt (colaborador no álbum Bankrupt! do Phoenix) e carrega o charme contagiante do quarteto num piano pulsante em loop e a voz sedutora de Tom Burke a infiltrar-se numa sonoridade eletrónica plena de groove e bastante dançável, apesar de uma certa aúrea melancólica em redor da canção.

Já agora, o vídeo do tema foi realizado por Focus Creeps e contém imagens inéditas dos Citizens! em festas, concertos e no estúdio. Confere...

A kitsuné, etiqueta da banda, está a disponibilizar gratuitamente cinco remisturas do tema...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 17:37






mais sobre mim

foto do autor


Parceria - Portal FB Headliner

HeadLiner

Man On The Moon - Paivense FM (99.5)

Man On The Moon · Man On The Moon - Programa 423


Disco da semana 117#


Em escuta...


pesquisar

Pesquisar no Blog  

links

as minhas bandas

My Town

eu...

Outros Planetas...

Isto interessa-me...

Rádio

Na Escola

Free MP3 Downloads

Cinema

Editoras

Records Stream


calendário

Dezembro 2014

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.