Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



EELS – The Cautionary Tales Of Mark Oliver Everett

Sexta-feira, 16.05.14

Os Eels de Mark Oliver Everett, aka Mr. E, uma das minhas bandas preferidas, estão de regresso aos discos com The Cautionary Tales Of Mark Oliver Everett, um trabalho com treze temas e inteiramente gravado nos estúdios do músico em Los Feliz, nos arredores de Los Angeles. Este é já o décimo primeiro registo de originais desta banda norte americana e sucede a Wonderful, Glorious, um álbum que os Eels editaram o ano passado. Curiosamente, The Cautionary Tales Of Mark Oliver Everett começou a ser idealizado e gravado antes das sessões de Wonderful, Glorious, mas, na altura, a banda não se sentia confortável com os resultados alcançados e decidiram virar agulhas para o conteúdo de Wonderful, Glorious. Após a edição deste álbum e de uma extensa digressão mundial, decidiram regressar a essas canções e ao que tinham já feito, desta vez, com maior espontaneidade e menos pressão.

Para quem, como eu, acompanha com atenção a carreira dos Eels praticamente desde o seu início, Agatha Chang, o primeiro tema conhecido de The Cautionary Tales Of Mark Oliver Everett não surpreendeu quem já está habituado a constantes e felizes quebras na conduta sonora deste grupo norte americano. Após a introspeção latente em End Times, a liberdade sonora que patentearam no anterior Wonderful, Glorious e a transformação sonora que no virar do século operaram de Daisies Of The Galaxy (2000) para Souljacker (2001), este novo trabalho dos Eels marca um regresso à sonoridade que ficou plasmada em End Times.

Oliver Everett gosta de surpreender e sobrevive no universo indie rock devido à forma como tem sabido adaptar os Eels às transformações musicais que vão surgindo no universo alternativo sem que haja uma perca de identidade na conduta sonora do grupo. E, peloa vistos, por muito que se atreva a prescutar teritórios mais agressivos, é mesmo no campo da pop e da indie folk que E se sente mais confortável e que consegue, com particular mestria, criar momentos de sincera e sentida emoção sonora.

Este disco tem vários destaques e Agatha Chang Mistakes Of My Youth, os dois singles já retirados de The Cautionary Tales Of Mark Oliver Everett, são, sem dúvida, dois temas que comprovam o feliz regresso dos Eels a uma sonoridade folk eminentemente acustica, melancólica e introspetiva. Estas canções são lindíssimas baladas nostálgicas, com notáveis arranjos de cordas, onde se incluem violinos e uma percussão bastante aditiva, mas não são as únicas do registo que espelham com notável acerto estas caraterísticas sonoras.

Tematicamente, E regressa ao amor, um campo lexical e uma área vocabular onde sempre se sentiu inspirado, principalmente quando confessa o desconforto e a desilusão que esse sentimento tantas vezes causou na sua vida, estando numa fase em que sente necessidade de olhar para o seu percurso pessoal e perceber as falhas e os instantes em que algo correu mal e as pontas que ainda estão por fixar. É explícita uma espécie de narrativa que, de Where I'm At, Where I'm From até Where I'm Going, vai servindo para E confessar dores e arrependimentos e desejar que ainda haja um futuro risonho à sua espera, fazendo-o nas duas últimas cançoes do alinhamento.

Cheio de melodias orelhudas e que nos embalam e fazem partilhar algumas das angústias e desejos plasmados, The Cautionary Tales Of Mark Oliver Everett é um disco que transborda uma profunda sinceridade confessional por todos os acordes e torna-se fácil simpatizar automaticamente com a história de vida desta personalidade fundamental para a descrição de alguns dos mais bonitos momentos sonoros do universo indie das duas últimas décadas e que ainda procura, com uma ansiedade controlada e natural, a verdadeira felicidade. Espero que aprecies a sugestão...

 

"I thought I'd have some answers by now"
Answers

EELS - The Cautionary Tales of Mark Oliver Everett

01. Where I’m At
02. Parallels
03. Lockdown Hurricane
04. Agatha Chang
05. A Swallow In The Sun
06. Where I’m From
07. Series Of Misunderstandings
08. Kindred Spirit
09. Gentlemen’s Choice
10. Dead Reckoning
11. Answers
12. Mistakes Of My Youth
13. Where I’m Going

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 22:08

Jess Williamson - Snake Song

Sexta-feira, 16.05.14

Jess Williamson - "Snake Song"

Oriunda de Austin, no Texas, a cantora e compositora Jess Williamson editou o seu disco de estreia o ano passado, um trabalho chamado Native State que impressionou a crítica pela folk inspirada que preenche o disco.

No próximo dia dezassete de junho, Jess vai lançar um single de 7'' com RF Shannon e a acústica, vibrante e épica Snake Song é a canção com que contribui para o single, já disponível para download via stereogum. Confere...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 12:42






mais sobre mim

foto do autor


Parceria - Portal FB Headliner

HeadLiner

Man On The Moon - Paivense FM (99.5)

Man On The Moon · Man On The Moon -Programa 422


Disco da semana 117#


Em escuta...


pesquisar

Pesquisar no Blog  

links

as minhas bandas

My Town

eu...

Outros Planetas...

Isto interessa-me...

Rádio

Na Escola

Free MP3 Downloads

Cinema

Editoras

Records Stream


calendário

Maio 2014

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.