Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



The War On Drugs – Lost In The Dream

Terça-feira, 01.04.14

 Depois de Slave Ambient, disco que os The War On Drugs, editaram no final de 2011 e que foi destaque em Man on The Moon poucas semanas depois, a banda de Adam Gradunciel,  um músico norte americano cuja sonoridade descomprometida e apimentada com pequenos delírios acústicos foi aos poucos transformando-se numa referência para vários artistas em início de carreira, está de regresso com um novo registo de originais. Lost In The Dream viu a luz do dia a catorze de março de 2014, via Secretly Canadian e Red Eyes foi o primeiro avanço conhecido desse trabalho.


Red Eyes é uma canção perfeita para nos recordar o quanto esta banda é fantástica e como esta sonoridade indie rock, solta e etérea e abastecida por sintetizadores enérgicos e dançáveis, é a banda sonora ideal para aquecer os dias mais tristonhos e sombrios que descrevem este início de primavera. Assim que ouvi a canção criei logo elevadas expetativas em relação ao restante conteúdo de Lost In The Dream, cuja capa feita por uma foto envelhecida pelo tempo enquanto Gradunciel medita e repousa, fez-me logo criar suposições e imaginar que este novo álbum dos The War On Drugs contém uma elevada vertente autobiográfica, que poderá servir para o músico entender melhor o seu âmago, fazendo-o através de tudo aquilo que de mais transcendental e lisérgico tem sempre a composição e a criação musical.

Na verdade, Lost In The Dream é um compêndio de várias narrativas, onde convive uma míriade alargada de sentimentos que, da angústia à euforia, conseguem ajudar-nos a conhecer melhor a essência do autor e a perceber sobre aquilo que medita, as suas conclusões e as perceções pessoais daquilo que observa enquanto a sua vida vai-se desenrolando e ele procura não se perder demasiado na torrente de sonhos que guarda dentro de si e que nem sempre são atingíveis.

Musicalmente, Lost In The Dream deambula entre a folk, a dream pop, o indie rock e a psicadelia, com o reverb das guitarras e os sintetizadores a sustentarem o cardápio sonoro de um disco dinâmico e que se destaca logo na abertura com Under The Pressure, uma longa canção que apresenta uma progressão interessante e onde vão sendo adicionados os diversos arranjos que adornam as guitarras e a voz, nomeadamente sintetizadores e saxofones, com um resultado muito atrativo e cativante para o ouvinte.

Letras tão pessoais exigem, naturalmente, arranjos delicados e cuidados, com os quais o autor se identifique profundamente e, além da secção de sopros do já citado single Red Eyes, há que enfatizar as paisagens sonoroas criadas em Suffering e Eyes To The Wind, duas canções que, apesar de conduzidas pela guitarra, expandem-se e ganham vida devido ao critério que orientou a escolha dos restantes instrumentos e à forma como a voz se posiciona e se destaca.

Lost In The Dream é um trabalho que, do vintage ao contemporâneo, consegue encantar-nos e fazer-nos imergir na intimidade de um Gradunciel sereno e bucólico, através de uma viagem aos universo de Dylan e Kurt Vile, passando por Springsteen, com canções cheias de versos intimistas que flutuam livremente. É um disco simultaneamente amplo e conciso sobre as experiências amorosoas do músico, mas também sobre o presente, a velhice, o isolamento, a melancolia e o cariz tantas vezes éfemero dos sentimentos, em suma, sobre a inquietação sentimental, ou seja, o existencialismo e as perceções humanas. Espero que aprecies a sugestão...

The War On Drugs - Lost In The Dream

01. Under The Pressure
02. Red Eyes
03. Suffering
04. An Ocean In Between The Waves
05. Disappearing
06. Eyes To The Wind
07. The Haunting Idle
08. Burning
09. Lost In The Dream
10. In Reverse

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 22:37

Parquet Courts - Sunbathing Animal

Terça-feira, 01.04.14

Os Parquet Courts são um quarteto norte americano que apresentei em 2012 por causa de Light Up Gold, um disco que incorpora uma sonoridade crua, rápida e típica, que tomou conta do cenário lo fi inaugurado há mais de três décadas.

Dois anos depois os Parquet Courts vão regressar aos lançamentos discográficos com Sunbathing Animal, um álbum que será editado a três de junho por intermédio da What’s Your Rupture/Mom + Pop. Já é conhecido o single homónimo do álbum, uma canção assente num punk rock vigoroso e cheio de guitarras distorcidas. Confere...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 16:59






mais sobre mim

foto do autor


Parceria - Portal FB Headliner

HeadLiner

Man On The Moon - Paivense FM (99.5)

Man On The Moon · Man On The Moon - Programa 426


Disco da semana 118#


Em escuta...


pesquisar

Pesquisar no Blog  

links

as minhas bandas

My Town

eu...

Outros Planetas...

Isto interessa-me...

Rádio

Na Escola

Free MP3 Downloads

Cinema

Editoras

Records Stream


calendário

Abril 2014

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.