Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Washed Out - Paracosm

Quinta-feira, 22.08.13

Lançado no passado dia treze de agosto, por intermédio da Sub Pop Records, Paracosm é o novo disco de Washed Out, o projeto musical do multi-instrumentista Ernest Greene, um dos nomes fundamentais, a par de Neon Indian ou Toro Y Moi, da nova chillwave. Paracosm sucede a Within and Without, um dos melhores discos de 2011 e foi produzido por Ben Allen, um produtor que neste trabalho soube muito bem como criar uma verdadeira tapeçaria sonora que se relaciona com particular coerência com o habitual clima sonoro de Greene.

Paracosm chamou-me a atenção há algumas semanas quando foi divulgado Don't Give Up, o primeiro single oficial. Desde logo fiquei atento e aguardava com alguma expetativa o lançamento deste disco. A primeira audição do álbum proporcionou-me logo uma agradável sensação de bem estar, uma verdadeira comunhão de boas sensações que as nove músicas iam despertando à medida que o alinhamento se sucedia. Logo na abertura, as notas delicadas no sintetizador misturadas à som de pássaros e da natureza de Entrance, transportam-nos de imediato para o mundo de Paracosm e já nem queremos olhar para trás porque entramos em contado direto com uma praia ensolarada à beira de uma floresta tropical. E logo de seguida It All Feels Rights é perfeita para estendermo-nos na areia macia enquanto a voz sonhadora de Ernest Greene e a melodia transcendental e sublime da canção nos deixam em puro êxtase.

A partir daí é impossivel não esboçar alguns sorrisos e não nos deixarmos perder e levar emocionalmente pelo conteúdo da obra. Don't Give Up, o tal single, é uma enorme lufada de optimismo que bate em cheio na nossa face como a suave brisa do mar e dá-nos alento para olhar em frente enquanto o refrão soa exatamente aquilo que sabe bem escutar quando somos traídos por uma qualquer contrariedade (even though that we're far apart, We've come so close and it feels so right, Don't give up). Um pouco mais à frente, na sequência, Weightless e All I Know, se fechares os olhos durante a audição destes dois temas com uma progressão única e que serão, talvez, o núcleo duro de Paracosm, garanto que é impossível não ficares imune a qualquer sentimento menos positivo e não te sentires cheio, preenchido e feliz.

Na segunda metade do disco destaco o abraço que nos é dado por uma chuva de sintetizadores, pelas palmas e novamente por sons da natureza em Falling Back, o belo dedilhar de guitarra que preenche o tema homónimo e nos deixa perplexos e All Over Now, a banda sonora ideal para um belo final, feito com um pôr do sol tranquilo e cheio de cor.

Em suma, Paracosm é uma notável terapia musical, um disco muito coeso, onde cada um dos seus momentos é realmente único e pode ser projetado dentro de nós de várias formas, determinadas por aquilo que as canções nos fazem sentir ou pelo grau de transe sonoro que a sua audição nos permite atingir. Para quem ainda não entrou em contacto com o universo sonoro de Washed Out, os rótulos que costumam ser associados à sua música são a chillwave e a dream pop lo fi. Mas a música de Greene é, acima de tudo, um transmissor de tranquilidade que utiliza uma pop sonhadora para nos hipnotizar e funciona como um eficaz soporífero que nos leva para longe de uma realidade tantas vezes pouco agradável.

Um dos maiores méritos deste trabalho é fazer-nos sentir uma vontade imensa de o compartilhar com quem nos rodeia, uma abordagem expansiva ao disco que, de algum modo, contraria o cariz algo introspetivo da dream pop; Por isso, se chegaste a ler esta análise sincera de Paracosm até ao fim, espero mesmo que aprecies a sugestão...

Washed Out - Paracosm

01. Entrance
02. It All Feels Right
03. Don’t Give Up
04. Weightless
05. All I Know
06. Great Escape
07. Paracosm
08. Falling Back
09. All Over Now

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 21:45

Lemonade - Skyballer

Quinta-feira, 22.08.13

Depois de ter divulgado Driver no verão de 2012, estou de regresso aos Lemonade, já que a dupla acaba de disponibilizar gratuitamente um novo tema. A mais recente canção deste projeto natural de Brooklyn, Nova Iorque, foi produzida por L-Vis 1990 e chama-se Skyballer, seis minutos feitos com uma excelente pop dançável e com arranjos que conferem ao tema uma toada algo psicadélica e que vão da tropicália ao acid house. Confere e usufrui...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 09:38






mais sobre mim

foto do autor


Parceria - Portal FB Headliner

HeadLiner

Man On The Moon - Paivense FM (99.5)

Man On The Moon · Man On The Moon - Programa 425


Disco da semana 118#


Em escuta...


pesquisar

Pesquisar no Blog  

links

as minhas bandas

My Town

eu...

Outros Planetas...

Isto interessa-me...

Rádio

Na Escola

Free MP3 Downloads

Cinema

Editoras

Records Stream


calendário

Agosto 2013

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.