Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Low Vertical – We Are Giants

Sábado, 15.06.13

Oriundos de Bruges e Ghent na Bélgica, os Low Vertical, estrearam-se nos discos em 2010 com I Saw A Landscape Once, um trabalho que recebeu excelente aceitação da crítica e das rádios locais, tendo, desde logo, sido uma banda que ficou debaixo de olho do rico cenário musical alternativo belga. Lançado no passado dia vinte e oito de janeiro pela Zeal Records e gravado por Wouter Vlaeminck nos at the GAM studios, We Are Giants é o segundo disco deste coletivo belga, estando disponível para audição no soundcloud da editora.

Uma das principais diferenças da estreia para este segundo disco prende-se com a bateria, porque para a gravação de We Are Giants a banda contou com a participação do baterista Lode Vlaeminck, agora também já membro de pleno direito dos Low Vertical. Assim, se as nove canções do álbum continuam a plasmar sonoridades muito influenciadas por nomes como os Radiohead, nomeadamente no que concerne às guitarras, também já é possível conferir que as teclas e os detalhes da eletrónica presentes na estreia têm agora um som ainda mais sintetizado e que choca com a energia da bateria, podendo observar-se então um salutar combate entre a percussão e as cordas.

Esta assunção do poderio da bateria no seio da banda em We Are Giants e a adição de alguns elementos da eletrónica que ainda não tinham sido escutados no cardápio dos Low Vertical, acaba por conferir ao novo disco uma toada sonora muito mais sintética, em oposição à maior crueza orgânica de I Saw A Landscape Once. Logo no início, com o peculiar e ambiental tema homónimo, percebemos que a atmosfera que a banda pretende criar é mais surreal e enigmática do que o usual neste coletivo belga. A seguir, a batida de Toulouse-Lautrec entrelaçada com a guitarra e a melodia fácil de um teclado sintetizado, numa canção que está sempre a crescer de intensidade, como se estivessemos a descolar para uma viagem rumo ao tal mundo criado pela banda, coloca-nos defitivamente na rota certa para o que vamos encontrar nas outras sete canções, onde o chamado rock progressivo também dita muitas vezes as suas regras.

A voz só aparece ao terceiro tema, em Good Luck, Little Fellow, para mim o tema com a sonoridade mais pop e luminosa de We Are Giants e o meu destaque maior do álbum, ao lado de Sun Sun, uma canção cheia de efeitos e reverbs e com uma melodia sintetizadas que me fez remeter para a típica psicadelia que Waine Coyne dos The Flaming Lips não desdenharia ter criado e que em Sensei também está de algum modo presente. Mas, antes de Sun Sun e Sensei, talvez o chamado núcleo duro de We Are Giants, escuta-se um período do disco que acentua esta espécie de concetualidade relacionada com uma viagem para um outro mundo; Nesse universo paralelo há outros seres que são tecnologicamente avançados e também viajam pelo universo e Spacemininvaders Pt. 1 - The Landing e Spacemininvaders Pt.2 - The Attack são, de certa forma, uma canção apenas, dividida em duas partes, dois temas que ilustram o mundo para onde fomos transportados e que dificilmente serão canções entendidas isoladamente, ambas com um resultado final assente num forte pendor introspetivo e sombrio.

A distorção crescente de Epic Slaughter em contraponto com a nostalgia épica de Noa são o capítulo final desta curta viagem com cerca de quarenta minutos, o tempo suficiente para percebermos como é viver num mundo onde não somos a espécie dominante e protagonista, mas apenas observadores de outros eventos e emoções. Só a música dos Low Vertical nos pode salvar desse mundo e fazer com que não nos sintamos isolados e perdidos, além de nos darem, através da audição deste álbum, a possibilidade de transitarmos, sempre que quisermos, por dois universos, o real e aquele que We Are Giants sonoramente tão bem ilustra e descreve.

Gostaria, para terminar, de destacar o belíssimo artwork do disco da autoria de Seppe Van den Berghe, um dos elementos dos Low Vertical. Espero que aprecies a sugestão...

 

01. We Are Giants
02. Toulouse-Lautrec
03. Good Luck, Little Fellow
04. Spacemininvaders Pt. 1 – The landing
05. Spacemininvaders Pt. 2 – The Attack
06. Sun Sun
07. Sensei
08. Epic Slaughter
09. Noa

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 20:11






mais sobre mim

foto do autor


Parceria - Portal FB Headliner

HeadLiner

Man On The Moon - Paivense FM (99.5)

Man On The Moon · Man On The Moon - Programa 425


Disco da semana 118#


Em escuta...


pesquisar

Pesquisar no Blog  

links

as minhas bandas

My Town

eu...

Outros Planetas...

Isto interessa-me...

Rádio

Na Escola

Free MP3 Downloads

Cinema

Editoras

Records Stream


calendário

Junho 2013

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.