Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



CocoRosie – Tales Of A Grass Widow

Quarta-feira, 05.06.13

A dupla CocoRosie está de regresso com Tales of A Grass Widow, álbum editado no passado dia vinte e sete de maio via City Slang. Recordo que o último álbum de Bianca e Sierra Casady, Grey Oceans, foi editado em 2010 com o selo da Sub Pop. Contas feitas, a partir de agora as CocoRosie somam cinco trabalhos de longa duração em quase dez anos de actividade.

Bianca e Sierra são norte americanas mas estão instaladas há já algum tempo na glamourosa capital francesa. Essa opção fez com que a sonoridade do projeto tivesse sempre um cariz mais europeu, digamos assim, do que propriamente o som típico da pop do outro lado do atlêntico. Como seria de esperar, é a pop que dita regras em Tales Of A Grass Widow, através de um som que mistura elementos eletrónicos com o chamado freak folk, com um resultado maduro e muito coeso.

E coesão talvez seja realmente uma boa palavra para definir este disco atmosférico; Durante a sua audição somos levados para um mundo paralelo repleto de rudimentos folclóricos, sempre conduzidos pelas vozes da dupla. Por exemplo, After The Afterlife mistura um coro de vozes femininas a uma batida eletrónica misturada com um baixo o que provoca um efeito particularmente estranho. No entanto, no meio destes aspectos supostamente divergentes temos uma boa canção. Broken Chariot traz o mesmo clima angelical mas desta vez com flautas andinas, o que transforma a canção num bom acompanhamento para instantes de meditação. Aliás são os instrumentos pouco usuais que tornam este disco ainda mais interessante. Além dessas flautas, em Gravediggress, o primeiro single retirado do álbum, há um xilofone que, conjugado com a voz, faz da canção um dos momentos mais delicado e sinceros de Tales Of A Grass Widow.

Outro belo momento do disco é Tears for Animals, uma canção com um baixo muito marcado e a dar sinal de si nos momentos certos; Com a participação especial de Antony Hegarty, ele e as duas irmãs interagem muito bem, o que resulta num ótimo contraste entre a voz teatral do primeiro e as interpretações delicadas da dupla. A pergunta indagatória do you have love for the humankind? ecoa durante toda a música e de algum modo vicia. Outro tema onde há um dueto de vozes masculinas e femininas com os mesmos protagonistas é Poison, igualmente com um resultado final emotivo e intenso

No meio de todas estas particularidades instrumentais, da cândura e da teatralidade das vozes e de alguns sonhos estranhos, acaba por criar-se em Tales Of A Grass Widow, em pano de fundo, uma sonoridade muito climática, soturna e relaxante, num disco que, não sendo particularmente brilhante, também não cansa e não compromete e, apoiado numa espécie de limbo meditativo, flui com particular satisfação nos nossos ouvidos. Espero que aprecies a sugestão...

CocoRosie - Tales Of A Grass Widow

01. After The Afterlife
02. Tears For Animals (Feat. Antony Hegarty)
03. Child Bride
04. Broken Chariot
05. End Of Time
06. Harmless Monster
07. Gravediggress
08. Far Away
09. Roots Of My Hair
10. Villain
11. Poison (Feat. Antony Hegarty) + Hidden Track

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 21:24

Curtas... CVI

Quarta-feira, 05.06.13
Depois do shoegaze romântico que a dupla Big Deal construiu em Lights Out (2011), o casal britânico Alice Costello e Kacey Underwood está de regresso com June Gloom, um disco onde as guitarras irão falar mais alto, como é audível no single Teradactol. Com referências que vão dos Dinosaur Jr a My Bloody Valentine, a canção explode em várias doses de distorção. Com previsão de lançamento para julho, June Gloom sai pelo selo Mute Records, casa dos Yesayer, Liars e outras grandes bandas do cenário independente.

 

Ainda é desconhecida a identidade do líder dos Radioseven, projeto que acompanho desde 2011 e que acaba de divulgar mais um tema. Adolescence é mais um belíssimo instrumental com a habitual toada chillwave do projeto. Confere...

 

Depois de ter lançado Trees, o projeto Echopark do italiano Antonio Elia Forte, um músico a residir atualmente em Londres, acagba de lançar um dos singles do álbum em forma de EP. Além do single Brother, o EP tem mais dois temas e o conteúdo geral percorre o mesmo território da dream pop de uns Beach House ou uns Midas Fall, mas sem obedecer ao habitual formato canção,  fazendo-o com inegável mestria, nomeadamente na forma como consegue captar o instante mais emotivo de uma canção e deixá-lo submergir, sem que o conceito lo fi e impreciso seja subjugado.

 

Os ingleses White Lies acabam de anunciar que está a chegar novo álbum. Intitulado Big TV, o trabalho tem data de lançamento marcada para 12 de Agosto, via Fiction e aproveitaram para divulgar Getting Even, o primeiro single. Numa sonoridade melódica com grandes aproximações aos Depeche Mode, Interpol e Editors, Getting Even foi disponibilizado gratuitamente pela banda. 

 

2013 é o ano que marca o regresso de Beck aos discos. Segundo a Rolling Stone, não será apenas um, mas sim dois álbuns que cantor norte-americano irá editar ainda este ano. O primeiro, um acústico, deverá ser lançado em Setembro, e mais tarde um sucessor mais sólido de Modern Guilt (2008). E hoje ele divulgou uma nova canção; O tema chama-se Defriended, não fará parte de nenhum dos novos trabalhos de Beck e tem uma toada experimental e psicadélica. Confere...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 13:21






mais sobre mim

foto do autor


Parceria - Portal FB Headliner

HeadLiner

Man On The Moon - Paivense FM (99.5)

Man On The Moon · Man On The Moon - Programa 423


Disco da semana 117#


Em escuta...


pesquisar

Pesquisar no Blog  

links

as minhas bandas

My Town

eu...

Outros Planetas...

Isto interessa-me...

Rádio

Na Escola

Free MP3 Downloads

Cinema

Editoras

Records Stream


calendário

Junho 2013

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.