Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Telekinesis - Dormarion

Segunda-feira, 15.04.13

Já chegou às lojas Dormarion, o terceiro disco do projeto norte americano Telekinesis, lançado no passado dia doze de abril de 2013, via Merge Records. Dormarion foi produzido pelo baterista Jim Eno, dos Spoon, e por Michael Benjamim Lerner, o grande mentor e líder dos Telekinesis. Dormarion sucede 12 Desperate Straight Lines, álbum lançado em 2011.

Lerner escreveu as doze músicas de Dormarion no início de 2012, em sua casa e na residência dos seus pais, mas as mesmas só foram gravadas no final do verão desse ano, no estúdio do produtor, em Austin, no Texas, chamado Public Hi-Fi. Dormarion é o nome da rua onde esse estúdio se situa. Lerner e Jim Eno tocaram todos os instrumentos no disco, mas ao vivo, a banda também conta com Erik Walters (The Globes) na guitarra, Eric Elbogen (Sy Hi) no baixo, e Rebecca Cole (Wild Flag) no teclado.

Michael Benjamin Lerner voltou à atividade depois de dois anos sem inéditos e parece tê-o feito sem grande pressão já que Dormarion divide-se em canções que retratam ambientes muito confortáveis. Dividido entre a sua casa e o lar dos seus pais, o processo de escrita e composição foi fortemente introspetivo e os resultados só vieram à tona no final desse verão, altura em que Lerner se reuniu ao produtor Jim Eno, que, além de ser baterista dos Spoon, assistiu Michael na criação e nos processos técnicos deste álbum.

Em Dormarion a sonoridade dos Telekinesis regressa um pouco às origens, aproximando-se da tranquilidade intimista do disco homónimo de estreia, editado em 2009 e que foi quebrada com 12 Desperate Straight Lines, um álbum com uma sonoridade mais elétrica e próxima do rock n'roll. Nesta toada novamente mais tranquila, Dormarion é um resumo de anteriores experiências de Michael e a junção de  algumas experimentações com sintetizadores, algo que aproxima este álbum de uma sonoridade pop feita de baladas tranquilas conduzidas pela viola e outras composições mais agitadas, algumas com interessantes efeitos vocais.

Não há, portanto, uma clara lineariedade no material de Dormarion, já que é possível sentir as frequentes mudanças a cada nova canção. Symphony, por exemplo, é uma canção romântica, vagarosa, sentimental e acústica que se encaixaria facilmente num trabalho plenamente folk e tradicional. No entanto, ela é contraposta a seguir por uma série de camadas eletrónicas e percussões frenéticas em Dark To Light. Os timbres de voz editados e permeados por uma atmosfera quase espacial não impressionam e ganham um novo caminho em Little Hill, que apoia-se num indie rock facilmente ouvido, por exemplo, nos Death Cab For Cutie.

Dormarion comprova novamente a mestria de Michael Lerner na forma como demonstra flexibilidade em abordar diferentes malhas sonoras sem deixar de ser minimamente coeso, o que lhe abre, em termos de futuro, um alargado leque de possibilidades que o poderão impulsionar para um patamar ainda mais elevado de destaque e de reconhecimento público. Temas como Power Lines e Lean On Me, com uma essência mais roqueira, talvez sejam, na minha opinião, a melhor opção que os Telekinesis deverão tomar em futuros lançamentos. Espero que aprecies a sugestão...

01. Power Lines

02. Empathetic People

03. Ghosts And Creatures

04. Wires

05. Lean On Me

06. Symphony

07. Dark To Light

08. Little Hill

09. Ever True

10. Island #4

11. Laissez Faire

12. You Take It Slowly

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 23:10

Curtas... XCV

Segunda-feira, 15.04.13
Um ano após o lançamento do álbum Coyote, o norte americano Mesita, ou seja, o músico, de vinte e quatro anos, James Cooley, natural de Denver, no Colorado acaba de divulgar uma nova canção. O belíssimo single, de um projeto que tem em Sufjan Stevens e os Sea And Cake algumas das suas influências, chama-se Kingston e foi disponibilizado pela All Tomorrow Music em modo ÉFV. Confere...

 

Com o vídeo do seu segundo single Cais do Sodré, O Martim convida-nos para um passeio no quarteirão mais famoso da movida lisboeta, o Cais do Sodré. No filme reconhecemos uma costela boémia comum e vemos bares, clubes e personagens que nos contemplam desde a madrugada até ao final da manhã. Contempla...

Os Alexandria são uma engimática banda de Estocolmo, na Suécia, sendo escassa a informação disponível acerca da mesma. no entanto, não resisto a divulgar Secret Beach, um tema que descobri e que me levará a ficar atento a novidades futuras do grupo. Confere...

 
Trouble Will Find Me, o próximo disco dos norte americanos The National, já tem mais um single de apresentação. O tema chama-se Don't Swallow The Cap  e acaba de ser divulgado, depois de já termos conhecido, há alguns dias atrás, Demons, o primeiro single. Trouble Will Find Me chega aos escaparates a vinte e um de maio via 4AD. Confere...
 
O projeto sueco Azure Blue liderado por Tobias Isaksson, que se estreou em com o excelente Rule of Thirds, prepara sucessor. O álbum vai chamar-se Beyond the Dreams There's Infinite Doubt e já foi divulgado o primeiro single. O tema chama-se The Road I Know e conta com a participação especial de Julia Vero. Confere...
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 13:18






mais sobre mim

foto do autor


Parceria - Portal FB Headliner

HeadLiner

Man On The Moon - Paivense FM (99.5)

Man On The Moon · Man On The Moon - Programa 423


Disco da semana 117#


Em escuta...


pesquisar

Pesquisar no Blog  

links

as minhas bandas

My Town

eu...

Outros Planetas...

Isto interessa-me...

Rádio

Na Escola

Free MP3 Downloads

Cinema

Editoras

Records Stream


calendário

Abril 2013

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.