Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



The Strokes – Comedown Machine

Sexta-feira, 12.04.13

Após dois anos de espera, ou até mais para quem considerou Angles (2011) um tiro ao lado na carreira dos The Strokes, esta banda fundamental do universo musical indie punk rock está de regresso com Comedown Machine, um álbum com atitude e cheio de melodias rock com riffs imparáveis e que volta a colocar este coletivo de Nova Iorque no caminho correto rumo ao pódio do espantoso legado sonoro que ajudaram a criar já no longíquo ano de 2001 com Is This It. Comedown Machine, o quinto álbum do grupo, voltou a ver a luz do dia por intermédio da RCA Records, a editora de sempre dos The Strokes.

Acredito que haja fãs dos The Strokes que tenham gostado do conteúdo de Angles, um álbum cheio de samples e sintetizadores e que pouco queria saber das guitarras e que tinha interrompido uma extraordinária sequência discográfica que ainda no anterior First impressions Of Heart (2006) tinha sido imaculada. Houve mesmo quem desconfiasse do futuro deste coletivo liderado por Julian Casablancas e se atrevesse a pronunciar o seu fim eminente. Comedown Machine é o reflexo de um período de alguma reflexão no seio de uma banda que voltou a gravar toda junta e a acertada tomada de consciência de que, por muita liberdade que exista para se experimentar novos ângulos sonoros e abordagens, quase sempre, o segredo para o sucesso é não deixar a habitual zona de conforto, não mexer numa fórmula vencedora e que, por o ser, nunca se desgasta.

Mesmo com esse tropeção, os The Strokes são um grupo que já não precisa de provar nada para deixar bem impresso o seu legado na história fundamental do rock alternativo e, por esse motivo, podem perfeitamente, logo a seguir, fazer a música que bem lhes apetece. E se essa permissa existiu, como na realidade se consta, então que ninguém se atreva nunca a tentar-lhes impôr ou até sugerir, seja o que for.

Tap Out, o tema de abertura do álbum, indicia desde logo o restante conteúdo e funciona como ruptura com o passado recente e um convincente convite à festa, que só termina, como seria de esperar, com toda a gente muito feliz, em Happy Ending. All The Time e One Way Trigger serão mais dois clássicos do grupo e as guitarras de Nick Valensi e Albert Hammond Jr voltam a rugir alegremente. 50/50 e Partners In Crime são duas súmulas incisivas do caraterístico som dos The Strokes e ainda há espaço para a acelarada Chances, um tema que me encheu as medidas e para uma abordagem mais experimental e blues na Call It Fate, Call It Karma, aquela canção que nunca seria associada aos The Strokes se não fosse conhecida a sua proveniência, uma canção que toca no jazz e numa espécie de bossa nova rock n'roll. Além disso, também há que destacar a energia do punk de 80's Comedown Machine, um dos meus temas preferidos do álbum. No fundo, ainda subsistem alguns laivos de eletrónica, que casam sempre bem com a voz de Casablancas que volta a evidenciar elasticidade e a capacidade de reproduzir diferentes registos e dessa forma atingir um elevado plano de destaque, mas é o punk rock orelhudo quem dita as leis.

Depois deste Comedown Machine, o futuro dos The Strokes voltou a ser uma incógnita e os mais puristas poderão recear que esta aparente indecisão entre a eletrónica e o índie rock dançável e orelhudo, à luz dos dois últimos trabalhos, os leve a resvalar novamente para propostas do nível sonoro qualitativo de Angles. Mas o que importa agora é usufruir do presente e, para minha alegria e certamente de muitos de vós, está de regresso a lebre de uma geração que redescobriu, à chegada do novo século, o velho fulgor anguloso e elétrico do rock’n’roll. Espero que aprecies a sugestão... 

01. Tap Out
02. All The Time
03. One Way Trigger
04. Welcome To Japan
05. 80′s Comedown Machine
06. 50/50
07. Slow Animals
08. Partners In Crime
09. Chances
10. Happy Endings
11. Call It Fate, Call It Karma

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 13:37






mais sobre mim

foto do autor


Parceria - Portal FB Headliner

HeadLiner

Man On The Moon - Paivense FM (99.5)

Man On The Moon · Man On The Moon - Programa 425


Disco da semana 118#


Em escuta...


pesquisar

Pesquisar no Blog  

links

as minhas bandas

My Town

eu...

Outros Planetas...

Isto interessa-me...

Rádio

Na Escola

Free MP3 Downloads

Cinema

Editoras

Records Stream


calendário

Abril 2013

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.