Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Paul Banks - Banks

Sexta-feira, 02.11.12

Logo à primeira audição são evidentes as semelhanças entre Banks e o conteúdo dos lançamentos mais recentes da discografia dos Interpol. As canções  aproximam-se do pós punk e das mesmas aproximações climáticas que lhe trouxeram destaque com a sua banda. Este músico britânico, naturalizado norte americano está mais solto e procura também adaptar-se e experimentar a mesma indie pop colorida de alguns artistas europeus. Surgem assim aproximações com o trabalho de bandas como Shout Out Louds e em alguma medida os instantes menos sombrios da obra dos Smiths, o que resultou numa sonoridade menos fria do que o conteúdo da estreia a solo.

A tentativa de estabelecer um novo rumo fica logo plasmada no eixo inicial do álbum; The Base é a minha música preferida neste trabalho e um tema que constituirá um marco na carreira de Paul. Depois, enquanto Over My Shoulder delimita a construção de melodias práticas e versos acessíveis, Young Again puxa o músico para um resultado de claras renovações, com o vocalista dos Interpol a mergulhar em pequenos encaixes eletrónicos, acordes leves, dedilhados e vozes que se mantêm suaves até os últimos instantes. Sobra até para o cantor raspar na fragilidade da folk na abertura da ensolarada e inteiramente instrumental Lisbon, uma das composições mais delicadas e distintas de toda a carreira do artista.

Enquanto a primeira metade do álbum concentra o que há de mais raro e diferente em toda a trajetória do músico, na segunda metade Banks vai de encontro ao que há de mais tradicional e obscuro nas suas composições. Surgem assim aproximações diretas ao trabalho com os Interpol, resultado identificado nas guitarras e vozes sóbrias que delimitam toda a mecânica de Paid For That, canção que poderia facilmente ser encontrada no último disco, homónimo, da banda de Nova Iorque. A mesma tonalidade é audível em Summertime Is Coming, canção que mesmo mergulhada em acertos mais acústicos, está sonoramente próxima de tudo o que o músico está habituado a promover. Um dos grandes trunfos de Banks acaba por assentar no registo vocal de Paul que, à semelhança dos Interpol, mantém uma elevada capacidade de atrair o ouvinte.

Com uma proposta menos experimental do que na estreia e canções dotadas de forte delineamento comercial, em Banks, Paul demonstra que está pronto para arriscar novos territórios e experiências. Espero que aprecies a sugestão...

 

Paul Banks: Banks

1. The Base
2. Over My Shoulder
3. Arise, Awake
4. Young Again
5. Lisbon
6. I’ll Sue You
7. Paid For That
8. Another Chance
9. No Mistakes
10. Summertime Is Coming

Paul Banks - The Base by Mautz & Tastaton

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 15:44






mais sobre mim

foto do autor


Parceria - Portal FB Headliner

HeadLiner

Man On The Moon - Paivense FM (99.5)

Man On The Moon · Man On The Moon -Programa 422


Disco da semana 114#


Em escuta...


pesquisar

Pesquisar no Blog  

links

as minhas bandas

My Town

eu...

Outros Planetas...

Isto interessa-me...

Rádio

Na Escola

Free MP3 Downloads

Cinema

Editoras

Records Stream


calendário

Novembro 2012

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.