Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



52

Quarta-feira, 04.01.12

Parabéns... E obrigado por tudo!

Happy birthday... And thanks for all!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 19:58

Kurt Vile - So Outta Reach EP

Quarta-feira, 04.01.12

Depois de Smoke Ring for My Halo, disco que ouvi e sobre o qual escrevi, o músico natural de filadélfia Kurt Vile, guitarrista, vocalista e novo herói indie descoberto pelo selo Matador, lançou um novo EP, intitulado So Outta Reach, no passado dia sete de Novembro.

O disco é composto por cinco canções que ficaram de fora de Smoke Vile For My Halo e a cover de Downbound Train, um original de Bruce Springsteen.

Depois de editado o belo Smoke Ring For My Halo, um bom exemplo que o rock alternativo não tem sempre o peso das pedras e também se pode mexer nas nossas mãos como cotão, deve ser colocada na mesma expetativa a audição deste So Outta Reach porque, sem grandes pretensiosismos,aquilo que se vai ouvir é uma guitarra despreocupada numa merecida road trip, em direcção ao pôr do sol, de forma a que ele mais dure. Neste So Outta Reach, o guitarrista prova mais uma vez que o sol que nasceu para os rockeiros dos anos 70, a que Hendrix tanto se referia, ainda pode estar merecidamente vivo entre quem sabe estar na música com a despreocupação profetizada em It’s Alright e The Creature.  

Novamente acompanhado do lendário John Agnello (que já trabalhou com Sonic Youth e Dinosaur Jr), o jovem Kurt destila uma sequência de trinta minutos de canções bem desenvoltas, faixas que mais uma vez solidificam a figura do músico como um dos grandes poetas da atual geração. Espero que aprecies a sugestão... 

The Creature

It's Alright
Life's A Beach
Laughing Stock
Downbound Train
(so outta reach)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 19:50

Curtas... XXII

Quarta-feira, 04.01.12

Depois do convincente Night Work de 2010, os nova iorquinos do Scissor Sisters preparam-se para lançar em 2012 o quarto álbum de estúdio que, ao que tudo indica, virá ainda mais carregado de influências eletrónicas, algo que Shady Love, o primeiro single do disco divulgado estes dias, acaba por transparecer. Assim, o mais novo trabalho deste grupo norte americano parece abandonar as influências disco dos anos 70 e voltar para a década de noventa, algo evidente nas batidas fortes e na interessante colaboração de Azealia Banks.

 

Após lançar em 2011 dois singles, a hipnotizante Belongings e a explosiva Lesson nº 7 o projecto de Guy Connelly, Clock Opera, quinteto de synth rock inglês, acaba de lançar uma versão de Once And For All como o primeiro single oficial do disco de estreia, Ways To Forget, que será lançado no próximo dia nove de Abril, pela Universal. Já agora, se tiverem curiosidade, também já se conhece o alinhamento do disco e a capa.
Devido à produção eletrónica e cheia de samples, bleeps e sintetizadores, a música parece-me um encontro entre os The Killers,  os LCD Soundsystem e os Passion Pit. A canção começa com um belo instrumental, à qual é depois acrescentada uma voz emocionada e que passeia entre o imponente e o falseto, culminando num refrão eufórico e grandioso.
Apesar da produção detalhada, rica e deliciosamente sintetizada, é quase impossível ouvir a canção e não ficar um pouco emocionado. Sugiro também o vídeo que, assim como a música traz a amarga mensagem de que as vezes pode ser tarde demais para corrermos atrás dos nossos sonhos.
 

Em abril de 2011 os irmãos Henry e Thomas Dartnall, aos quais se juntou Oliver Askew e que assinam como Young Knives, lançaram um disco com o pomposo nome de Ornaments From The Silver Arcade, via Gadzöök/PIAS. A banda que junta uma míriade de sonoridades, assentes no punk, mas com pinceladas de groove, house, soul, jazz e até alguma eletrónica, continua a retirar dividendos desse álbum e está de regresso com um novo EP intitulado Human Again, que serve para apresentar mais um single do disco.

01. Human Again
02. Watch The Birds
03. Bottles

 

Finalmente, quem também está de volta com um novo EP, neste caso mais um, são os enormes The Flaming Lips, reis do rock psicadélico. Em 2011 várias colaborações com projetos dos mais diversos quadrantes musicais resultaram em alguns EPs que fui revelando, nomeadamente a colaboração com Neon Indian, os Prefuse 73, e os Lightning Bolt. Agora a parceria foi com a banda experimental Yoko Ono’s Plastic Ono Band e só foram impressas duas mil cópias do EP. No entanto, graças à internet e não sendo possível adquirir uma versão física, é possível escutá-lo na íntegra

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 19:35






mais sobre mim

foto do autor


Parceria - Portal FB Headliner

HeadLiner

Man On The Moon - Paivense FM (99.5)

Man On The Moon · Man On The Moon - Programa 425


Disco da semana 118#


Em escuta...


pesquisar

Pesquisar no Blog  

links

as minhas bandas

My Town

eu...

Outros Planetas...

Isto interessa-me...

Rádio

Na Escola

Free MP3 Downloads

Cinema

Editoras

Records Stream


calendário

Janeiro 2012

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.