Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



New Order vs Blur - Bad Lieutenant

Quarta-feira, 17.06.09

O ex-vocalista dos New Order, considerada uma das bandas pioneiras do movimento new wave, Bernard Sumner, os seus antigos colegas Stephen Morris (baterista) e Phil Cunningham (guitarrista), juntaram-se a Alex James, dos Blur e acabam de formar um novo super grupo, os Bad Lieutenant. Todos juntos vão editar um álbum de estreia em Outubro, pelos vistos carregado de guitarras (três guitarristas de topo neste projecto), sendo o título do disco ainda desconhecido.

O grupo formou-se no ano passado, depois da milésima separação conturbada dos New Order. À BBC Bernard Sumner disse que essa separação sucedeu porque os New Order estavam divididos em duas facções, a dos três músicos que agora formaram uma nova banda com Alex James dos Blur e a do baixista Peter Hook. 

Sumner disse ainda que durante a digressão que o novo grupo vai realizar este ano irão juntar-se outros músicos de Manchester, sem referir nomes.

Para já, a mostra mais visível dos Bad Lieutenant é uma versão acústica de Sink Or Swim, gravada a 6 de março do corrente ano na Sky Arts. Espero que neste projecto haja muito Swim e pouco Sink...

Nos planos dos Bad Lieutenant estão uma tournée de apresentação do álbum ainda este ano, além de participações em festivais, no ano de 2010. 

Fica Sink Or Swim...

Seja como for, melhor que tomar conhecimento da existência dos Bad Lieutenant, é saber que Alex James voltou a fazer as pazes com Damon Albarn e que os Blur, que se separaram em 2003, já anunciaram várias datas de concertos para este Verão no Reino Unido e Irlanda e um disco novo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 13:17

Mando Diao - Gloria

Quarta-feira, 17.06.09

 

 

Uma das minhas descobertas de 2009, os Mando Diao, uma banda sueca constituída por cinco elementos, Bjorn Dixgard (vocalista e guitarrista), Gustaf Noren (também vocalista e guitarrista), C.J. Fogelklou (baixista), Samuel Giers (baterista) e Mats Björke (teclista), já têm novo single.

Depois de Dance With Somebody, o primeiro avanço do álbum Give Me Fire e um dos hinos deste ano, cuja versão ao vivo me fez cantar e abanar a anca logo pela manhã, segue-se Gloria. Se Dance With Somebody era rock, Gloria tem outro registo bem diferente, mais pop.

Do resto do disco não haverá muito mais a esperar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por stipe07 às 09:54

Eleição de Directores Escolares.

Terça-feira, 16.06.09
Transcrevo abaixo uma notícia publicada no Público, dia 4 de Junho, que me foi revelada ontem. Qualquer semelhança entre o conteúdo da mesma e o que se passou no meu Agrupamento de Escolas é pura coincidência! Não gosto de falar aqui do meu trabalho; no entanto, desta vez tinha de abrir uma excepção.
E pelos vistos, acontecimentos semelhantes, têm acontecido um pouco por todo o país.
 
Partido vai fazer queixa
PS acusa Câmara de Vila Nova de Famalicão de se intrometer na eleição de directores 
04.06.2009 - 11h20 Sara Dias Oliveira
O PS de Vila Nova de Famalicão acusa a câmara local de "intrometer-se abusivamente na eleição dos directores das escolas" e vai denunciar as situações de que tem conhecimento à Direcção Regional de Educação do Norte e à Inspecção-Geral de Educação.

A estrutura política garante, em comunicado, que a autarquia "prometeu o 'lugar' de director a este ou àquele professor", "pressionou os representantes dos pais e encarregados de educação a votarem neste ou naquele candidato, a troco de subsídios e lugares futuros". "Refere-se um caso em que o mesmo lugar de director foi 'prometido' a duas pessoas distintas", acrescenta. O PS adianta ainda que os representantes camarários saíram dos actos eleitorais "zangados e abespinhados quando as votações não correrem de feição".

O vereador da Educação da Câmara de Famalicão, Leonel Rocha, do PSD, "repudia" as acusações e revela que vai pedir às associações de pais e outras da comunidade local que coloquem por escrito se foram ou não pressionadas, para então decidir se levará o assunto a tribunal por difamação. "A câmara está indignada e revoltada com o tipo de insinuações, feitas numa altura de campanha eleitoral, e que nada concretizam". "Como é que num escrutínio secreto se pode pressionar seja que for?", questiona. O responsável deixa claro que a câmara, com direito a três dos 21 votos para a eleição dos directores escolares, "não abdica de pensar pela sua cabeça e de escolher os melhores candidatos para as escolas".

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 10:45

Jeffrey Lewis Amazing Website

Segunda-feira, 15.06.09

Devido à minha melhor fonte musical, DJ DuponD, divulgo a minha última descoberta, Jeffrey Lewis. Além da sua qualidade como músico, que tive o prazer de comprovar com a audição de Roll Bus Roll (envio ficheiro mp3 a quem solicitar), fascinou-me a relação do cantor com a banda-desenhada, arte gráfica e forma de escrita pela qual sou apaixonado desde miúdo. O seu site oficial é,sem qualquer dúvida, o mais engraçado, interactivo e original site de música e músicos que tive o prazer de descobrir.

Este músico, um dos mais importantes trunfos da editora inglesa Rough Trade, cresceu em Nova Iorque e é, desde muito pequeno, um fanático de banda desenhada, como se comprova pelo seu site oficial, cuja imagem segue acima. O site é bastante interactivo e muito divertido! Ao clicar nestas vinhetas, imagino algumas bandas que gastam fortunas com empresas de Web Design e o quanto adoravam ter tido esta ideia fantástica. Depois de ler e produzir bastante banda desenhada, Lewis começou a compor canções em 1997, seguindo-se, no ano seguinte, a gravação das primeiras cassetes caseiras, que eram embaladas em pequenos álbuns de banda desenhada e vendidas nos concertos quinzenais que Lewis realizava no clube nova-iorquino Sidewalk.

Quando os Moldy Peaches (Pêssegos em Calda - ao pesquisar sobre Jeffrey Lewis, fiquei curioso por conhecer mais esta banda; prometo que depois divulgo as minhas decobertas), companheiros de Lewis nas noites do Sidewalk, assinaram contrato com a Rough Trade em 2000, fizeram questão de recomendar Lewis à editora britânica; assim, a Rough Trade editou até à data dois álbums de Jeffrey Lewis.

O reportório deste músico varia do “lo-fi folk” ao “sci-fi punk”, sendo que os seus concertos também incorporam ocasionalmente vídeos de baixo orçamento, ou seja, grandes álbuns de banda desenhada exibidos em palco como acompanhamento das suas canções. Deve ser uma diversão.

O músico já passou por Portugal dia 4 de Fevereiro na Galeria Zé dos Bois e no dia 6 de Fevereiro no Aniki Bobó no Porto.

Já agora desafio-vos a divulgar aqui ou a darem-me a conhecer outros sites de música igualmente originais e diferentes!

Fica Roll Bus Roll.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por stipe07 às 11:31

FIB Heineken 2009

Sexta-feira, 12.06.09

 

Como alguns de vocês sabem, adoro cartazes de festivais de verão. E hoje encontrei mais este!

Já no ano passado falei aqui do FIB Heineken, tendo destacado a presença da banda Islandesa Sigur Rós.

Este festival decorre mais uma vez em Benicassim, Sul de Espanha, a poucos kilómetros da nossa fronteira, nos dias 16, 17, 18 e 29 de Julho.

Acaba por ser uma excelente alternativa aos nossos festivais, no que diz respeito ao cartaz. Este ano, um Festival tão rico e relativamente perto de nós torna-se relevante pois, quer Paredes de Coura quer o Sudoeste , não prometem muito em 2009.

Em http://www.fiberfib.com/ poderão ficar a saber todos os detalhes acerca do festival, nomeadamente preços e possíveis locais de estadia durante os 4 dias.

Oasis, Mistery Jets, The Walkmen, Kings Of Leon, Maximo Park, Boys Noize, Infadels DJ'S, 2 Many DJ'S, Franz Ferdinand, Elbow, Peaches, The Killers, Rinôcérôse, Friendly Fires, TV On The Radio e White Lies deixaram-me a pensar...

 

 

Já agora, aproveitem e bebam muitas!!!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 11:15

Hoje já ouvi....

Quarta-feira, 10.06.09

O melhor álbum da banda.

Destaque - Everything's Not Lost

O melhor álbum da banda.

Destaque - Be Mine

O melhor álbum do autor.

Destaque - Rise

O melhor álbum da banda.

Destaque - Crawl

....................................................................

E a seguir vai rolar...

O 2.º melhor álbum de sempre

Destaque - No Alarms, No surprises

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 18:27

Kasabian - West Rider Pauper Lunatic Asylum

Terça-feira, 09.06.09

Eis um dos discos de 2009! Já o referi aqui, quando revelei a possibilidade de download gratuito de Vlad the Impaler uma das faixas deste álbum, que certamente fará parte muito em breve da minha discografia pessoal.

Assim, acaba de ser editado pela Columbia Records o novo disco dos Kasabian (a resposta inglesa aos Interpol), intitulado West Ryder Pauper Lunatic Asylum.

Este disco, o terceiro da banda, sucede a  Empire, lançado em 2006, no qual se incluía o grande sucesso Lost Souls Forever.

Uma visita ao myspace da banda http://www.myspace.com/kasabian possibilita a audição de excertos e faixas completas do disco, assim como ficar a saber alguns detalhes e curiosidades da gravação.

Assim, segundo o guitarrista Serge Pizzorno, o disco tem influências de vários espectros musicais, entre as quais se podem incluir os Daft Punk, The Clash,  ou Rolling Stones.

Aí também podemos ficar a saber que o disco foi produzido por Dan the Automator que já trabalhou com nomes como os Gorillaz, ou DJ Shadow, tendo sido gravado em vários locais, desde a residência do guitarrita, até ao estúdio da banda, passando por uma fábrica de sapatos abandonada e que nesse processo foram utilizados instrumentos tão peculiares como velhor sintetizadores ou guitarras de 3 cordas. Serge afirma que Dan pegou no disco quando somente 17% do trabalho estava concluído e que acabou colocar maior ênfase na voz de Tom Meighan, o vocalista da banda, revelando a verdadeira natureza do álbum - We put more emphasis on Tom's vocals and gave the songs room to breathe. Suddenly the true nature of the album revealed itself.

Continuando a citar Serge, o mesmo refere que neste terceiro álbum a banda atingiu o pico e que finalmente se encontrou e descobriu qual é o seu verdadeiro caminho e a sua sonoridade. Agora eles propoem-se a abalar definitivamente o actual sistema musical, trazendo uma nova sonoridade ao rock alternativo e à cena electro-punk, ansiando serem um marco na cena pop - The third record is the one you're judged on, It's where you've established yourself and people find out who you really are. In terms of success we've breached the walls. Now it's time to destroy the system from within.

Aí também ficamos a saber que este disco, com a duração de 52 minutos, demorou dois anos a ser feito, tendo-se iniciado logo após o fim da longa digressão de promoção de Empire, que os levou a locais tão remotos como o México ou o Japão. Serge também expressa a sua opinião acerca da temática do disco - It’s about people escaping somewhere else when they take drugs. It’s a place of opposites-where paupers can become princes. The way things are at the moment, it seems like a good place to be. Indeed.

Assim, com este disco, a banda propõe-se a dar a conhecer ao mundo a banda-sonora perfeita para o final da primeira década deste século - The West Rider Pauper Lunatic Asylum seems destined to soundtrack the end of the decade. Let the madness begin.

Actualmente a banda encontra-se em digressão pelo Reino Unido, quer em nome próprio, quer como banda de suporte dos Oasis. Esperemos que passem por cá muito em breve...

Fica o link onde poderão fazer o download do álbum;

Download

 

Eo alinhamento, podendo ouvir um pouco de cada faixa;

Underdog (Album Version)

Where Did All The Love Go?

Swarfiga

Fast Fuse

Take Aim

Thick As Thieves (Album Version)

West Ryder Silver Bullet

Vlad The Impaler (Album Version)

Ladies And Gentlemen (Roll The Dice)

Secret Alphabets

Fire

Happiness

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por stipe07 às 15:05

Ugly Face

Segunda-feira, 08.06.09

Smartiees,

O meu rosto pálido, assente e incerto, tem sido hoje conduzido pela solidão de não te ter comigo. Eu e ele vivemos numa paz doce e incerta, a mesma que me fará conduzir mundo adentro, sem qualquer receio, por saber que tu e eu estamos juntos e sempre unidos estaremos pelo mesmo destino.

Este rosto pálido, assente e incerto, guarda em si o nosso Deus oculto! É o mesmo Deus que te traz todos os dias até mim, que faz de ti a minha mais doce recordação, que te transforma num espelho onde contemplo a minha alma, quando acordo e saboreio contigo a doce alegria por ter direito a estar contigo outra manhã.

Neste rosto pálido, assente e incerto, está diariamente carimbada a tua ausência, para me recordar que aí, quando estás tão longe, és dor latente, uma chaga imensa que não me deixa sequer sentir o que de melhor ambos temos quando estamos juntos, aquela loucura infantil, tão característica dos amantes, que só nós sabemos até onde nos pode conduzir.

É com este rosto pálido, assente e incerto, que te guardo junto a mim, bem no fundo do meu peito, numa caixinha forrada com os nossos desejos, a mesma que lateja porque está a transbordar de mil desejos enternecidos, possuídos pelo teu doce olhar.

É por tudo isto que o meu rosto pálido, assente e incerto, gosta de viajar para ai porque, quando conduz feliz por saber o destino, sabe que também viaja para casa, porque vai para junto de ti!

E hoje, neste dia escuro e frio porque só te tenho dentro de mim e mesmo sabendo que te vi ontem e que te vou ver e amar amanhã, sinto um sufoco imenso! Às vezes é um sufoco bom, outras vezes é um sufoco assim assim e muitas vezes é um sufoco nem por isso... Seja como for, sei que já tenho a minha barriga a dar horas, com falta de ti...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 15:02

Morreu David Carradine

Quinta-feira, 04.06.09

Nunca fui muito à bola com o Kung Fu ou as Artes Marciais. Sempre fui mais miúdo para, ao pegar em paus e vassouras, imaginar pistolas, canhões e metralhadoras ,em vez de espadas, sabres ou matracas.

Seja como for, a série série Kung Fu, produzida entre 1972 e 1975, na qual David Carradine interpreta a personagem Kwai Chang Caine, fez parte das séries da minha infância e Kill Bill I e II são dois dos filmes da minha vida, não fossem obra do meu realizador preferido, Quentin Tarantino. Nestes dois filmes ele interpreta a personagem Kill Bill, que Uma Thurman quer matar.

Por isso, é com alguma tristeza que acabo de tomar conhecimento do óbito de David Carradine. Este actor de 73 anos foi ontem encontrado morto no quarto de um hotel em Bangecoque e as autoridades locais alegam suicídio por enforcamento.

Embora Chuck Binder, o seu agente, diga que o actor morreu por causas naturais, a polícia tailandesa confirmou à BBC que o intérprete foi encontrado morto no guarda-fato do seu hotel de luxo, com uma corda em redor do pescoço e dos genitais e que não encontraram vestígios de luta no quarto. Carradine estava na Tailândia a rodar o filme Stretch.

O actor era filho do célebre actor John Carradine e irmão dos também actores Keith Carradine, Bruce Carradine e Robert Carradine. A sua imagem nunca deixou de estar ligada às artes marciais embora a sua filmografia seja bastante variada, destacando-se, entre as personagens que interpretou, a do assaltante de comboios de Uma Mulher de Rua, um dos primeiros filmes de Martin Scorsese, o acrobata de circo desempregado de O Ovo da Serpente, de Ingmar Bergman, e, principalmente, a sua encarnação do cantor «folk» Woody Guthrie em Caminho da Glória de Hal Hashby.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 17:08

estou aqui Smartieeees...

Quarta-feira, 03.06.09

estou aqui,

e serás sempre mal sucedida

se quiseres encontrar-me

ou tentares descobrir-me

algures parado, encostado por

 

estou aqui,

e surgirei antes que procures por mim

nem precisas de parar para espreitar

porque não vou conseguir ficar quieto aqui

irei a correr ao teu encontro, e vou por ali

 

estou aqui,

e , ao longe, darás logo por mim

a essa distância ver-te-ás em mim

porque eu sou o melhor espelho de ti

 

Estou aqui,

a meio caminho de um algures em ti

onde é suposto estarmos juntos os dois

porque o aqui é a meio caminho do

 

Estou aqui

e estarei sempre onde estás tu

porque és tu a melhor parte de mim

 

Estou Aqui

João Tavares

03.06.09

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por stipe07 às 22:26







mais sobre mim

foto do autor


Parceria - Portal FB Headliner

HeadLiner

Man On The Moon - Paivense FM (99.5)

Man On The Moon · Man On The Moon - Programa 423


Disco da semana 117#


Em escuta...


pesquisar

Pesquisar no Blog  

links

as minhas bandas

My Town

eu...

Outros Planetas...

Isto interessa-me...

Rádio

Na Escola

Free MP3 Downloads

Cinema

Editoras

Records Stream


calendário

Junho 2009

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.