Terça-feira, 29 de Maio de 2012

Jack White – Blunderbuss

Blunderbuss é o primeiro disco a solo de Jack White, músico de Detroit, agora a viver em Nashville, um homem que nasceu John Anthony Gillis. Este disco surge após a dissolução dos The White Stripes, um álbum nos The Raconteurs, uma incursão com Allison Mossarth, da dupla The Kills, no projeto paralelo The Dead Weather e o casamento de Jack com a modelo e cantora Karen Elson.

Proprietário da Third Man Records, foi através dessa etiqueta que lançou este álbum que tem a mão dele em praticamente todos os instrumentos que se ouvem, ou seja, como os verdadeiros génios, por estes dias Jack White já só se compromete com a sua inspiração.

Em Blunderbuss ele carrega a cruz da blues que se aprofunda das raízes do rock, mas também da folk (Love Interruption), do country (Blunderbuss), do rockabilly (I’m Shaking, cover de Rudy Toombs) e até mesmo de outras sonoridades mais orquestrais e requintadas(Hypocritical Kiss e Weep Themselves to Sleep). A extrema habilidade musical de White impressiona, não só nas guitarras, mas também no piano, instrumento que quando assume é sempre em busca de um quê de classicismo, como ficou bem patente em Trash Tongue Talker.

O disco é meticulosamente sequencial; Nas três primeiras canções assume as rédeas o rock, nas duas seguintes a folk e a country, depois baladas ao piano e nas quatro canções finais o rock dos anos cinquenta e sessenta. A última canção, Take Me With You, acaba por fazer a súmula de quase todos os elementos musicais explorados em Blunderbuss. Como a própria letra diz, essa poligamia de ritmos incrustou-se, definitivamente, na arte musical de Jack White.

Ouvir este músico acaba por ser sonoramente bastante cinematográfico, já que ele permite-nos avistar paisagens inéditas e conhecer personagens longes da vista e do que se vê. Se pensarmos que a sétima arte é um instrumento sensorial, as canções desse inquieto artista são para sentir, confundir e desorganizar tudo que já foi explicado antes, seguindo o rock cru e o embalo das suas letras. Há uma atmosfera intimista, começando pelo título do disco que remete para uma espingarda e a leveza das canções que transparecem a tranquilidade e a aparente fase despreocupada que Jack atravessa na sua vida.

Não é com Blunderbuss que o rock encontra definitivamente o seu salvador, mas talvez demonstre que Jack White é o intérprete mais habilidoso deste género musical na atualidade. Espero que aprecies a sugestão...

01. Missing Pieces
02. Sixteen Saltines
03. Freedom At 21
04. Love Interruption
05. Blunderbuss
06. Hypocritical Kiss
07. Weep Themselves To Sleep
08. I’m Shakin’
09. Trash Tongue Talker
10. Hip (Eponymous) Poor Boy
11. I Guess I Should Go to Sleep
12. On and On And On
13. Take Me with You When You Go


autor stipe07 às 13:15
link do post | comenta / bad talk | The Best Of... Man On The Moon...
|
1 comentário:
De pSalaberth a 29 de Maio de 2012 às 14:39
Oi,

Já tinha ouvido este. Pensei q não fosses falar sobre ele. Depois de o ouvir, e de ler o teu comentário, confesso que para mim não é para guardar. Parece tudo muito bem numa primeira audição, mas a verdade é que a voz já chateia, e aquela de toca e para, toca e para, também. Falta potência com consistência... na minha opinião.

Abraço

ps. manonthemoon_paivenseFM_2: gostei.


Conferiste? Agora Comenta...

eu...

Powered by...

stipe07

Em escuta...

Facebook

Twitter

Twitter

Man On The Moon - Paivense FM (99.5)

Outubro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9



31


posts recentes

Astronauts - Four Songs E...

Twin Hidden – Join Hands

The Twilight Sad – Nobody...

Yes I´m Leaving - Slow Re...

Belle & Sebastian – Party...

Los Waves - This Is Los W...

San Cisco – Run

Caged Animals – The Overn...

Fleeting Youth Records - ...

DRLNG - Icarus EP

Tashaki Miyaki – The Beau...

Allah-Las – Worship The S...

Blue Hawaii – Get Happy /...

Gut und Irmler - 500M

Panda Bear - Noah EP

Dirt Dress - Twelve Pictu...

Thurston Moore – The Best...

VLMA - Slime

Foxes In Fiction - Ontari...

Swim Mountain - Swim Moun...

X-Files

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

tags

todas as tags

take a look...

Procura...

 

Visitors (since 31.05.12)

blogs SAPO

subscrever feeds