Terça-feira, 24 de Abril de 2012

Spiritualized – Sweet Heart, Sweet Light

De acordo com a própria banda e o lendário Jason Pierce, é algures entre os irmãos Wilson (Beach Boys), Chuck Berry e o músico de jazz Peter Peter Brötzmann que está Sweet Heart Sweet Light, o novo disco dos Spiritualized, lançado no mercado no passado dia dezasseis de abril pela Domino Records.

O sucessor de Songs In A&E e sétimo de estúdio da banda foi gravado no País de Gales e na Islândia e nele escuta-se uma hora de música magnífica, distribuída por onze canções que nos permitem aceder a uma outra dimensão musical com uma assumida pompa sinfónica e inconfundível, sem nunca descurar as mais básicas tentações pop e onde tudo soa utopicamente perfeito.
Sweet Heart, Sweet Light confirma então o estilo, o método e a obsessão típicas de Jason Pierce que afirmou recentemente que gravar um disco é, para ele, a coisa mais importante do seu mundo e que reconhece ser obcecado com a sua música e não acredita em qualquer regra na busca pela perfeição.

E a beleza utópica das composições dos Spiritualized não falta neste álbum, assim como as belas orquestrações que vivem e respiram lado a lado com as distorções e arranjos mais agressivos. Sweet Heart Sweet Light esbanja todo o esmero e a paciência de Pierce em acertar os mínimos detalhes de um disco. Das guitarras que escorrem ao longo de todo o trabalho, passando pelos arranjos de cordas, pianos, efeitos e vozes, tudo se movimenta de forma sempre estratégica, como se cada mínima fração do projeto tivesse um motivo para se posicionar dessa forma. Ao mesmo tempo em que é possível absorver a obra como um todo, entregar-se aos pequenos detalhes que preenchem o trabalho é outro resultado da mais pura satisfação, como se o músico projetasse inúmeras possibilidades e aventuras ao ouvinte em cada canção, assentes num misto de psicadelia, rock progressivo, soul e gospel.

O som espacial, experimental, psicodélico, barulhento e melódico que a banda criou em Ladies And Gentleman We Are Floating In Space (1997), ainda faz deste disco o mais forte e marcante da carreira da banda. E alguns anos depois, em 2001, Let it Come Down, acrescentou mais texturas e belíssimas faixas à bagagem, porém, num tom menos experimental. Agora, em 2012, os Spiritualized apresentam o álbum que daqui a alguns anos tem tudo para ser o clássico da banda na segunda década do século XXI.

Se Bobby Gillespie (Primal Scream), Jarvis Cocker (Pulp) e outros artistas contremporâneos de Jason parecem ter perdido o brilho, ele não demonstra cansaço ou falta de inspiração. Perto de completar quarenta e sete anos, dos quais pelo menos trinta são dedicados à música, ele consegue com este novo disco mergulhar num universo sonoro recheado de novas experimentações e renovações e soa tão poderoso, jovial e inventivo como soava há duas décadas. Se o Huh? que ilustra a capa do disco pergunta até onde vai o trabalho de Pierce, no final do álbum chegamos à óbvia conclusão que, para essa questão, não existem limites.

Não é habitual fazê-lo, mas quero destacar a notável curta metragem que ilustra Hey Jane, com realização de A.G. Rojas, uma fábula familiar, crua e desesperada, para ficar, desde já, na lista dos melhores vídeos musicais de 2012. Espero que aprecies a sugestão...

01. Huh? (intro)
02. Hey Jane
03. Little Girl
04. Get What You Deserve
05. Too Late
06. Headin’ For The Top Now
07. Freedom
08. I Am What I Am
09. Mary
10. Life Is A Problem
11. So Long You Pretty Thing


autor stipe07 às 21:45
link do post | comenta / bad talk | The Best Of Man On The Moon...
|

eu...

Powered by...

stipe07

Em escuta...

Facebook

Man On The Moon - Paivense FM (99.5)

Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
15
16


28
29
30

31


posts recentes

The Raveonettes – Pe’ahi

Real Estate – Had To Hear

Bear In Heaven – Time Is ...

Mumblr - Roach

The Rosebuds - Sand + Sil...

The Twilight Sad - There'...

Sin Cos Tan – Blown Away

Phoenix – Bankrupt! (Gesa...

Coast Jumper – The End Of...

Dope Body - Hired Gun

Highlands – Dark Matter T...

Meatbodies - Tremmors

Childhood – Lacuna

Stardeath And White Dwarf...

Booby Trap - Calem-se Já!

X-Files

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

tags

todas as tags

take a look...

Procura...

 

Visitors (since 31.05.12)

blogs SAPO

subscrever feeds