Terça-feira, 26 de Maio de 2009

Cartaz Apresentação takkiceland10

Let's Freeze Nordik, People!!

feeling:
music: Saeglopur

autor stipe07 às 14:06
link do post | comenta / bad talk | The Best Of... Man On The Moon...
|
Segunda-feira, 25 de Maio de 2009

Manguito

Hoje, por razões exclusivamente profissionais, apetece-me fazer/dizer a quem não me conhece mas, mesmo assim, ajuíza...

Foto captada pelo grande amigo Norberto!

Quem sabe se não me fará jeito mais vezes...

feeling:
music: Fuck The Google
tags:

autor stipe07 às 17:11
link do post | comenta / bad talk | See the bad talk... (1) | The Best Of... Man On The Moon...
|
Sábado, 23 de Maio de 2009

My Records I

A partir de hoje começarei a escrever neste blog sobre os discos que adquirir, receber e que irão sendo acrescentados à minha colecção pessoal.

Começo pelos dois últimos, oferta do casal mais VIP de Castelo de Paiva (VIP - Vândalos In de Paiva), o casal Salaberth, graças aos maravilhosos cheques FNAC...

Disco de 2003 que deu a conhecer ao mundo Josh Rouse, o meu cantautor preferido, um músico que tive o prazer de conhecer pessoalmente, ainda muito recentemente. Ressalve-se que 1972 não é o seu disco de estreia. Tudo começou com Dressed Up Like Nebraska, em 1998.

Destaque em 1972 para Love Vibration, Slaveship, 1972, James, Under Your Charms, o single Comeback (Light Therapy) e Rise... Destaque para todo o disco. Ouço uma cópia há anos e finalmente tenho um original na minha colecção pessoal.

Já falei aqui desta compilação.

É um duplo CD com 31 temas e conta com alguns dos nomes mais respeitados da cena indie internacional, tais como Arcade Fire, The National (o vocalista Aaron Dessner é o grande impulsionador deste projecto, assim como o seu irmão gémeo, Bryce Dessner), Feist, Sufjan Stevens, Bon Iver, The Decemberists, Iron & Wine, Spoon, Yo La Tiengo, Cat Power e outros.

O volume I é mais negro e denso, quase todo constituído por música folk com arranjos muito clássicos. O volume II é mais aberto e luminoso e evoca alguns dos artistas mais importantes do rock nos últimos anos.

A Red Hot é uma organização fundada com o objectivo de alertar e consciencializar para as consequências do vírus da sida. Esta compilação celebra os 20 anos dessa organização que a patrocina.

Tal como previa, estou a descobrir neste disco alguma da melhor música indie do século XXI. Bastante recomendável... Toca o volume II no meu carro.

Music Is An Instrument For Positive Social Change!

 

feeling:
music: Josh Rouse - Rise
tags: ,

autor stipe07 às 17:44
link do post | comenta / bad talk | The Best Of... Man On The Moon...
|
Quinta-feira, 21 de Maio de 2009

Sacanas Sem Lei

© Universal Pictures

 

Já falei aqui do próximo filme de Quentin Tarantino, The Inglorious Bastards, traduzido em português para Sacanas Sem Lei, que acaba de estrear no Festival de Cannes. É, sem qualquer dúvida, o filme que mais aguardo este ano, devido ao grande interesse que nutro pelas temáticas Tarantino e World War II.

O filme, conforme se pode constatar neste link de uma página do MSN, resume-se da seguinte forma:

No primeiro ano da ocupação de França pelos alemães, Shosanna Dreyfus (Melanie Laurent) testemunha a execução da sua família pela mão do Coronel Nazi Hans Landa (Christoph Waltz). Shosanna escapa por pouco, fugindo para Paris onde falsifica uma nova identidade como proprietária e operadora de um cinema.

Noutro local da Europa, o Tenente Aldo Raine (Brad Pitt) organiza um grupo de judeus americanos, soldados, para executar investidas rápidas e chocantes de retribuição. Conhecidos pelos seus inimigos como "os sacanas", o bando de Raine une-se à actriz e agente infiltrada alemã Bridget von Hammersmark (Diane Kruger) numa missão para destruir os lideres do Terceiro Reich. O destino de todos eles converge sob um letreiro de cinema, onde Shosanna está determinada em criar o seu próprio plano de vingança....

"SACANAS SEM LEI" de Quentin Tarantino cruza histórias infames, oprimidas, reais e maiores que a própria vida durante a II Guerra Mundial.

No mesmo site poderão ver uma pequena entrevista em exclusivo com o Quentin, directamente de Cannes, onde ele explica e depois mostra uma das cenas mais interessantes do filme:  Hugo Stiglitz (Til Schweiger) é um sargento alemão, renegado em França por já ter matado 13 nazis, entre eles oficiais das SS e da Gestapo; em suma, é um serial killer. Por ter cometido tais crimes, os nazis em vez de o fuzilar sumariamente em França, resolveram enviá-lo para Berlim onde a sua execução serviria de exemplo. Entretanto Os Sacanas acham que ele poderia fazer parte da equipa e resolvem convidá-lo a juntar-se a eles. Na tal cena do filme assistimos a esse mesmo convite e a um dos grandes momentos do filme quando o Tenente Aldo Raine (Brad Pitt) dirige-se a Stiglitz e lhe diz: Somos grandes fãs do seu trabalho, no que toca a matar nazis. Acho que evidencia grande talento.

Muito Bom!!!!!!

Mais informações sobre o filme poderão ser encontradas na sua página oficial.

feeling:
tags:

autor stipe07 às 17:10
link do post | comenta / bad talk | See the bad talk... (1) | The Best Of... Man On The Moon...
|

Original vs Live Version

Uma das particularidades mais interessantes da música em geral e do rock em particular tem a ver com o comportamento das bandas ao vivo, ou seja, se muitas se limitam a tentar, nos seus concertos e actuações ao vivo, reproduzir fielmente as músicas conforme se ouve nos discos, inclusive no alinhamento, outras bandas arriscam mais e dão um novo colorido e uma outra vibração às suas músicas, perante pequenas ou grandes mlutidões.

Uma das minhas bandas preferidas, os Eels, conseguem fazer isso como poucas bandas.

 Ora cá está uma das minhas músicas preferidas dessa banda, I Like Birds, na sua versão original, da qual já falei aqui...

E ora cá está a versão da mesma ao vivo! Fizeram um upgrade às guitarras, tornando-as mais rudes e ásperas, aceleraram a bateria, tornando a música ainda mais rápida e saiu isto... Muito bom...

Afinal os Eels também são uma banda de Punk-Rock!

Quando os iremos ver/ouvir em Portugal?

feeling:
music: Eels - I Like Birds
tags:

autor stipe07 às 15:18
link do post | comenta / bad talk | See the bad talk... (1) | The Best Of... Man On The Moon...
|
Terça-feira, 19 de Maio de 2009

Radiohead voltam ao estúdio.

 

Os Radiohead estão de volta ao seu estúdio e de há uns dias para cá a trabalhar no sucessor de In Rainbows, álbum editado em 2007, com o produtor habitual da banda, Nigel Godrich. Segundo Colin Greenwood, o baixista, em declarações à BBC, Foi muito bom. Muito barulhento e caótico e realmente divertido. Será que, por esta descrição, estiveram também a fazer outras coisas igualmente interessantes? Hummmm....?

Colin acrescentou também que não há qualquer canção terminada e que eles ainda não sabem muito bem que rumo seguir. Segundo ele, Estamos naquele período em que temos a grande caixa de Lego, espalhámo-la no chão e estamos a olhar para todas as peças a pensar: o que se segue?

Sobre a forma como o registo vai ser editado, ou seja, se também será editado digitalmente e ao preço que os fãs quiserem pagar, ainda nada foi revelado.

Entretanto os Radiohead acabaram de fazer uma digressão por países sul-americanos com os alemães Kraftwerk.

feeling:
music: Radiohead - House Of Cards

autor stipe07 às 14:41
link do post | comenta / bad talk | The Best Of... Man On The Moon...
|
Sexta-feira, 15 de Maio de 2009

2 Many DJs once again...

Ainda recentemente falei da segunda melhor dupla DJ do mundo (ver aqui), referindo a vinda deles a Portugal, dia 29 de Maio, para uma actuação no Casino do Estoril.

Pelo vistos, os 2Many DJs resolveram vir uns dias mais cedo e já amanhã estarão na Semana Académica do Algarve. Fica o cartaz  da XXIV Semana Académica do Algarve, onde eles não se incluem, visto terem sido só confirmados após o início das festividades.

Entretanto, esta dupla belga é já o primeiro grande nome confirmado para a edição deste ano do Super Bock Surf Fest, a decorrer nos dias 14 e 15 de Agosto, na Praia do Tonel, Sagres. Nas três edições anteriores passaram lá grandes nomes como Emir Kusturika, Massive Attack e Morgan Heritage.

 

feeling:
music: Soulwax - NY Excuse
tags: ,

autor stipe07 às 15:01
link do post | comenta / bad talk | See the bad talk... (1) | The Best Of... Man On The Moon...
|
Quinta-feira, 14 de Maio de 2009

Happy Birthday To Me!!

 

 

Obrigado a todos aqueles que já se lembraram, aqueles que até ao final do dia ainda me poderão surpreender e principalmente a todos aqueles que de alguma forma me guardam dentro de si.

feeling:
music: Beck - Scarecrow
tags:

autor stipe07 às 10:24
link do post | comenta / bad talk | See the bad talk... (6) | The Best Of... Man On The Moon...
|
Terça-feira, 12 de Maio de 2009

Movies vs Cartoons

Escolhe o teu favorito...

The Devil Wears Prada & Charlie Brown, são os meus.

 
























feeling:
music: Garbage - Milk (Massive Attack Remix)
tags: ,

autor stipe07 às 16:39
link do post | comenta / bad talk | See the bad talk... (3) | The Best Of... Man On The Moon...
|
Sábado, 9 de Maio de 2009

É assim a música em mim...

(Antes de iniciares a leitura do post, desce até ao final do mesmo, usando o cursor esquerdo do teu rato e, com o mesmo, clica no play, em Mílanó.

Agora, ao som de Mílanó, estás pronto para iniciar a leitura...)

Sentado no meu carro, imóvel, neste início de tarde em que a Primavera promete ficar pela enésima vez, quase que consigo ver os dedos de Georg a tocar nas teclas do piano... O som agudo que elas produzem entranha-se nos meus ouvidos... Suspiro e respiro fundo, abano-me... Olho em redor  e vejo água, muita água, a água que constantemente me chama, feita de mil cores a baloiçar com um barco que há pouco passou. À direita, vejo a mesma ilha de sempre, que teima em não sair dali, pintada de verde e castanho, da cor da água. À esquerda, bem lá ao fundo, na curva do rio, na margem esquerda, a casa nova, o novo rumo do meu olhar quando aqui estou e lá no alto, bem lá no alto, o sol de Maio, poderoso, a trazer luz a este mundo em que tão poucos ainda acreditam e depositam esperança, mas que às vezes consegue ser um local maravilhoso para se viver.

O piano de Georg continua lá e a voz de Jonsí agora também já se ouve, finalmente, a mesma voz de sempre, doce, "falsa", voz de criança que cresceu mas que também ficou algures perdida numa infância construída em sonhos de gelo, crateras de lava e grutas de xisto.

Ouço Mílanó, o grande momento de Takk, o álbum mais luminoso dos Sigur Rós, a obra que inclui Hoppipolla, a música que me fez um dia sonhar alto e não querer partir sem visitar a ilha mais bela que o nosso planeta sustenta... Uma ilha chamada Islândia. Mílanó são dez dos minutos mais belos da história da música; o esplendor total chega perto do 8º minuto quando toda a banda explode em redor de Georg e o piano deste ganha a companhia da guitarra de Jonsí, tocada com um arco de violoncelo, acentuada por um reverb, dando-lhe um efeito flutuante, único e a companhia também da bateria alucinada de Orri. O meu coração sente um aperto, os meus olhos humedecem vertiginosamente e arrepio-me da mesma forma que o faria se neste preciso instante possuisse e amasse o meu Amor como se não houvesse amanhã! Olho de novo para a ilha, para a casa lá ao fundo, na margem esquerda, para a água verde e castanha, para o céu e para dentro de mim e questiono-me... Como é possível o mundo não se comover mais? Como é possível haver quem ainda não tenha ouvido Mílanó? Como é possível haver quem não saiba o que é Ára Bátur? Como é possível a música, seja ela qual for, ainda passar ao lado de tanta gente? Como é possível fazermos tão mal uns aos outros, tantas e tantas vezes, de forma tão irreflectida, todos os dias da nossa vida?

Estes tormentos duram pouco... logo de seguida chega Vid Spilum Endalaust e com ela os 4 minutos mais festivos que conheço da história da música e que tomam conta de mim sem hesitar! Com o piano de Georg de novo a tomar conta de mim, com a bateria de Orri e a voz do Jonsí a não me deixar respirar!

São assim os Sigur Rós...

É assim a música para mim...

Custa-me imenso não dominar melhor o dom da escrita para ser ainda mais concreto nesta descrição que faço, mais apelativo e conciso. Custa-me imenso não conseguir fazer com que mais pessoas me leiam e assim, talvez conseguir que mais ouçam os Sigur Rós, entendam aquilo que sinto e também consigam sentir-se tão felizes como eu quando os ouço.

Um dos meus maiores atributos, dizem, é a generosidade... Se pudesse, dava-me a mim próprio para que o mundo inteiro pudesse partilhar o que sinto quando os ouço aqui, junto a este rio, perto daquela casa à esquerda, bem lá no fundo, na curva do rio, iluminado por este sol, feliz por saber que também sou assim. E também sou feliz por saber que, tal como a voz de Jonsí, também muito daquilo que sou hoje nunca cresceu, está ainda perdido no passado, na ternura da minha infância, no peito de quem de mim sempre cuidou e me ajudou a ser o que sou hoje! E não deixo de sorrir por saber que ao ser assim, por sentir que também consigo parar e ainda ser quando me apetece o miúdo que fui, é que tenho a enorme capacidade de me deixar comover de forma tão intensa e única pelos Sigur Rós e pela sua música.

Ficam Mílanó, Vid Spilum Endalaust e Ára Bátur...

 

 

feeling:
music: Mílanó

autor stipe07 às 14:48
link do post | comenta / bad talk | The Best Of... Man On The Moon...
|

eu...

Powered by...

stipe07

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Parceria - Portal FB Headliner

Facebook

Man On The Moon - Paivense FM (99.5)

Em escuta...

Twitter

Twitter

Blogs Portugal

Bloglovin

Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
13
14
15

16
20
22

23
25
29

30


posts recentes

Tashaki Miyaki – The Drea...

The War On Drugs - Thinki...

Galo Cant’Às Duas - Os A...

Gorilla Cult - Mothership

Trêsporcento - Território...

Glass Vaults - Bleached B...

Flagship – The Electric M...

Happyness – Write In

Future Islands – The Far ...

Fujiya And Miyagi – Fujiy...

Father John Misty - Pure ...

Tall Ships – Impressions

oLUDO - Abraço

Glass Vaults - Brooklyn

Joana Barra Vaz - Mergulh...

Alt-J (∆) – In Cold Blood

Slowdive – Sugar For The ...

Mark Kozelek – Night Talk...

Feist - Pleasure

The Jesus And Mary Chain ...

X-Files

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

tags

todas as tags

take a look...

I Love...

Os melhores discos de 201...

Astronauts - Civil Engine...

blogs SAPO

subscrever feeds